Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Francisco José Rodrigues, frentista,. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Francisco José Rodrigues, frentista,. Classificar por data Mostrar todas as postagens

sexta-feira, dezembro 08, 2017

Caso Frentista: Acusados de latrocínio foram sentenciados com penas severas

Nenhum comentário:
Juíza condena todos da quadrilha acusada de matar um frentista dentro da loja Mesquita Variedades para assaltar um malote de dinheiro.
Dia do latrocínio ocorrido dentro da loja Mesquita Variedades.
A juíza de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba, Dra. Maria do Perpétuo do Socorro Ivani de Vasconcelos, sentenciou com mais de 100 anos de cadeia, 03 dos envolvidos no latrocínio que vitimou Francisco José Rodrigues, funcionário do Posto Atalaia, crime ocorrido no dia 16/03/2016, no centro de Parnaíba.

Os sentenciados foram Paulo Augusto Silva Freitas Ibiapina (Gugu), José Rodrigo dos Santos e Elismar Carvalho Pereira, conhecido Preá.  De acordo com a informação, Gugu e José Rodrigo teriam sido sentenciados a 35 anos, 11 meses e 07 dias de cadeia no regime fechado, e Elismar Préa, a 37 anos. Somados chegam a mais de 100 anos.

Francisco José Rodrigues - vítima de
roubo seguido de morte
Matérias relacionadas:
Veja nota oficial da polícia civil:
Justiça de Parnaíba condena latrocidas do frentista Francisco a mais de 35 anos 

Após grande investigação da Polícia Civil de Parnaíba em trabalho conjunto com a Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, através de inquérito presidido pelo DPC Igor Gadelha, e denúncia apresentada pelo Ministério Público, a 1ª vara criminal de Parnaíba, cuja titular é a Dra. Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, condenou no final de novembro a mais de 35 anos os réus da ação penal que trata do latrocínio do frentista FRANCISCO JOSÉ RODRIGUES, ocorrido em 16 de março de 2016, às 11:30 da manhã, em pleno centro da cidade, na loja Mesquita Variedades.

José Rodrigo dos Santos, acusado
de matar o frentista a tiros.
Foram condenados os réus José Rodrigo dos Santos (atirador), Erismar Carvalho Pereira (piloto da motocicleta), Silvio Portela Mendes, alcunha Sirley, Paulo Augusto Silva Freitas Ibiapina, alcunha Gugu e Flávio Kleber Siqueira da Silva, alcunha Serginho, todos com pena superior a 35 anos de prisão. No dia 16 de março de 2016, por volta das 11:30, a vítima Francisco José Rodrigues, transportando um malote com dinheiro e cheques do posto em que trabalhava foi abordada pelo garupa José Rodrigo em moto pilotada por Erismar (Preá), enquanto os outros comparsas davam cobertura no carro de José Rodrigo. Na ocasião a vítima correu para a loja, entretanto José Rodrigo a seguiu e com violência desferiu vários disparos e arrancou o malote do mesmo, fugindo em disparada com os comparsas. O frentista morreu ainda no local.

A investigação da Polícia Civil e denúncia do Ministério Público provou contra os acusados a prática de diversos crimes o que resultou na condenação elevada em relação aos mesmos. Os investigadores afirmam que o grupo em questão estava praticando vários assaltos na região, principalmente a postos de combustíveis, até o resultado infeliz que culminou na perda irreparável da vida da vítima, julgada na ação em questão.

Segundo os agentes de polícia civil foi de grande ajuda para o desfecho do caso a colaboração da população e as denúncias anônimas recebidas, reafirmando o papel da sociedade para aplicação da justiça. Segundo os mesmos o trabalho integrado da Polícia Civil, Ministério Público e Justiça de Parnaíba tem gerado bons frutos como estes, apesar das dificuldades enfrentadas.

De acordo com os mesmos foi para incentivar ainda mais a ajuda da população e maximizar a aplicação da lei que foi criado um formulário de denúncias que muito tem ajudado a Polícia Civil na investigação de crimes na região, que pode ser acessado através do seguinte link: bit.ly/denunciapcphb.

Fonte: Portal do Catita | Edição: Jornal da Parnaíba

sexta-feira, maio 13, 2016

Preso acusado de matar frentista dentro do Mesquita Variedades

Nenhum comentário:

Polícia Civil prende o principal acusado de ter matado o funcionário da Industria Santos em Parnaíba. O crime de latrocínio ocorreu em 16 de Março, onde foi vítima um funcionário da Industria Santos.


José Rodrigo dos Santos, acusado de
matar o frentista.
Por volta das 4hs desta madrugada de sexta-feira(13), uma equipe de policiais da delegacia regional composta por Robinson Castilho e Paulo Cesar, cumpriram um mandado de prisão em aberto contra José Rodrigo dos Santos, 33 anos, acusado de ter dado o único tiro que ceifou a vida do funcionário da Indústria Santos, que na ocasião transportava dinheiro em uma mochila e foi perseguido e morto quando já estava dentro do Mesquita Variedades, no centro da cidade.

Os policiais adentraram em uma residência localizada no KM 16, nas imediações da Baixa da Carnaúba, por volta das 4hs da manhã, quando o acusado do latrocínio ainda se encontrava dormindo em cômodo da casa investigada.


Após a prisão ser efetuada, José Rodrigo foi encaminhado para Central de Flagrantes onde se encontra a disposição da justiça para ser transferido para a Penitenciária Mista de Parnaíba Juiz Fontes Ibiapina. Da quadrilha já tem quatro presos, ainda falta o condutor da moto.

Cópia do mandado de prisão assinado pela juíza Dra. Ivani de Vasconcelos, da Comarca de Parnaíba. Francisco José Rodrigues, conhecido como "Coquinho", 41 anos foi morto no dia 16 de março com um tiro no crime de latrocínio.

Além de José Rodrigues foi decretada também a prisão de Flávio Kleber Siqueira da Silva, 27 anos, mais conhecido “Serginho”. Quando os policiais chegaram à casa no Bairro Nova Parnaíba, próximo ao local conhecido como “Beco da Goela”, estava tudo revirado e o inquirido já tinha fugido. Outras pessoas também tiveram a prisão solicitada, mas estão também foragidas. No entanto, segundo a polícia, as provas e os depoimentos, dos que já foram ouvidos, afirmam que foi Rodrigo Santos quem baleou Francisco Rodrigues, invadiu a loja e roubou o malote com dinheiro. 

Apreendido Celta que deu cobertura a latrocínio do frentista

Nenhum comentário:

Polícia Civil apreende veículo que deu cobertura ao latrocínio em Parnaíba, Estava penhorado.


O Celta foi localizado em uma garagem de residência em frente a Prefeitura de Parnaíba

Polícia Civil sob o comando de Robinson Castilho e a participação dos agentes Paulo Cesar e Airton, apreendeu veículo que deu cobertura ao latrocínio em Parnaíba, Estava penhorado.

Policiais civis localizaram e apreenderam nesta de manhã de sexta-feira(13), um veículo modelo celta, de propriedade do acusado de latrocínio, José Rodrigo dos Santos.

O celta estava penhorado pelo valor de R$ 3 mil reais, e estava guardado na garagem de uma casa em frente à prefeitura de Parnaíba, na rua Itaúna. O veículo foi apreendido e rebocado para a Central de Flagrantes.

sábado, agosto 04, 2018

Caso Frentista: PM captura foragido envolvido em crime de latrocínio na cidade de Parnaíba

Nenhum comentário:
O frentista do posto Atalaia foi assassinado dentro da loja Mesquita Variedades.
Silvio Portela Mendes, o Sirley, acusado de participar do latrocínio do frentista
Uma guarnição da policia militar sob comando do sargento Farlon Machado - deu entrada na central de flagrantes por volta das 5hs desta madrugada de sábado (04/08), após capturar fugitivo da justiça envolvido no crime de latrocínio ocorrido no ano de 2016 em Parnaíba, que vitimou o frentista Francisco José Rodrigues, que era funcionário do posto Atalaia em Parnaíba.

O foragido identificado como Silvio Portela Mendes, o Sirley participava nesta madrugada de uma festa na churrascaria O Veras, localizada à Rua Santana, bairro Piauí, quando foi capturado. Sirley será encaminhado para a Penitenciária Mista de Parnaíba Juiz Fontes Ibiapina.

O advogado do acusado, Dr. Márcio Mourão disse que ele (Silvio) tinha chegado de viagem recentemente e iria apresenta-lo à justiça na segunda-feira. 

De acordo com o sargento Farlon Machado, Silvio tentou suborna-lo oferecendo-lhe a importância de R$ 15 mil para não ser levado à cadeia, pois se encontrava escondido em Teresina e sabia da pena em mais de 30 anos que seus amigos estão cumprindo. 

Matérias relacionadas:

Jornal da Parnaíba com informações do Portal do Catita

terça-feira, maio 10, 2016

Homem confessa participação no latrocínio do frentista

Nenhum comentário:

Suspeito de envolvimento no latrocínio de frentista confessa colaboração no crime.



Flávio Kleber Siqueira da Silva, acusado de
participação no latrocínio do frentista.

A qualquer momento pode sair o mandado de prisão em desfavor de Flávio Kleber Siqueira da Silva, 27 anos, acusado de participação na morte do frentista Francisco José Rodrigues, 41 anos, que reconhecido e preso pela Polícia Civil. No entanto, foi posto em liberdade por, naquele momento, não haver um mandado de prisão. Fato ocorrido na última quinta-feira (05/05). A Polícia Civil foi até a casa do mesmo na Avenida Senador Furtado, no Bairro Nova Parnaíba, após uma denúncia anônima de que Flávio Kleber teria tido participação no crime.

Na oportunidade, os policiais civis apreenderam uma moto Honda/CG 160 Titan, de cor preta, sem emplacamento ainda, de propriedade do acusado e que, a polícia acredita, teria sido comprada com o dinheiro do latrocínio.  Segundo a polícia, Flávio relatou que o assassino de Francisco Rodrigues deixou uma moto Honda/Pop de cor branca em sua casa e seguiu para realizar o assalto, que acabou evoluindo para um crime mais grave.

 O assassino já identificado, vinha na garupa da moto, que era conduzida por outra pessoa. Logo após o latrocínio, Flávio Kleber Siqueira da Silva que adentrou o lojão mesquita Variedades e foi até o corpo para visualizar Francisco morto. A Polícia já está de posse dos mandados de prisão da dupla envolvida diretamente no latrocínio e a qualquer momento terá o de Flávio Kleber.


Por Daniel Santos/PCN

sábado, maio 27, 2017

Homem que matou frentista é preso após ser baleado

Nenhum comentário:
Equipes da Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios/Tráfico/Latrocínio de Parnaíba e da Polícia Militar, através do Serviço Reservado, deram cumprimento, na manhã deste sábado (27/05), a um mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de Erismar Carvalho Pereira, mais conhecido “Preá”.

Erismar Carvalho era procurado pelas polícias locais, por ser um dos autores do latrocínio que vitimou Francisco José Rodrigues, funcionário do Posto Atalaia, fato ocorrido no dia 16 de março de 2016, no Armazém Mesquita, centro de Parnaíba.

Matérias relacionadas:
Acusado de emprestar moto que culminou em latrocínio presta depoimento
Preso acusado de matar frentista dentro do Mesquita Variedades
Homem confessa participação no latrocínio do frentista
Acusados de latrocínio do frentista são transferidos para penitenciária
Apreendido Celta que deu cobertura a latrocínio do frentista

O indivíduo foi preso no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA); pois deu entrada nesta unidade médica na madrugada de terça-feira (23/05), utilizando nome falso (Eliomar Carvalho Pereira), para ser submetido a procedimento cirúrgico, em virtude de encontrar-se baleado, tendo sido alvejado por dois disparos de arma de fogo, um na parte superior do tórax e outro abaixo da clavícula.

“Preá” afirmou, ao ser preso, que foi baleado em sua residência atual, na cidade de São Bernardo (MA). Sendo um indivíduo de alta periculosidade, o preso responde também a inquérito policial por tráfico de drogas na cidade de Parnaíba. A prisão apenas foi possível após a realização de uma denúncia anônima pela população.

A Polícia Civil agradece a colaboração, e aproveita para reforçar a divulgação da mais nova ferramenta disponível para a realização de denúncias anônimas de crimes e criminosos das cidades da planície litorânea, Parnaíba, Luís Correia, Buriti dos Lopes e Cocal, cujo link segue abaixo.

Denuncie

Jornal da Parnaíba com informações da Polícia Civil

segunda-feira, maio 16, 2016

Acusados de latrocínio do frentista são transferidos para penitenciária

Nenhum comentário:

Acusados do crime de latrocínio são transferidos para o Sistema Prisional de Parnaíba.


Por volta das 10h30 desta segunda-feira (16/05), uma equipe de policiais da delegacia regional transferiu 3 presos da carceragem da Central de Flagrantes para Penitenciária Mista de Parnaíba Juiz Fontes Ibiapina.

Dos detentos transferidos, estão José Rodrigo dos Santos, acusado de ter dado o tiro que ceifou a vida do funcionário da Santos Indústria, Francisco José Rodrigues, crime ocorrido em 16 de março do corrente ano, além de um outro envolvido neste mesmo crime de latrocínio, Paulo Augusto Silva Freitas Ibiapina, o Gugu. 

Matérias relacionadas: 

Gugu foi transferido para o presídio de Parnaíba juntamente com José Rodrigo. Ambos estão na condição de desafetos e dividiram a mesma algema a caminho da penitenciária.

O terceiro preso era Kennedy Lima Nazário, acusado de tráfico de drogas, também foi transferido nesta manhã para Penitenciária Mista de Parnaíba.

Delta Vox com informações do Portal do Catita

domingo, setembro 13, 2020

Preso último acusado de matar frentista em Parnaíba

Nenhum comentário:

A Polícia Civil do Distrito Federal cumpre mandado de prisão e captura último acusado de matar frentista em Parnaíba.

A Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu mandado de prisão preventiva contra o acusado Flávio Kleber Siqueira da Silva, 31 anos, último suspeito do latrocínio do que vitimou o frentista Francisco José Rodrigues, crime ocorrido na manhã do dia 16/03/2016, no centro de Parnaíba.

Clique AQUI e leia matérias relacionadas

A investigação foi presidida pelo Delegado Igor Rocha Gadelha, com apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, que conseguiu solucionar o caso e prender todos os envolvidos.

Fonte: Portal do Catita | Edição: Jornal da Parnaíba

---------------------------------
-------------------------------