segunda-feira, janeiro 11, 2021

Cientista filho de parnaibanos coordena pesquisa sobre consequências da Covid-19 na memória e na cognição

Cientista Daniel Martins de Souza (Imagem Reprodução: TV Cultura)
Um novo estudo realizado por cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto do Coração (Incor), comprovou que o vírus SARS CoV-2 (Covid-19), infecta camadas do córtex, uma fina e delicada capa acinzentada que recobre o cérebro, o que pode provocar além da perda da memória, doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson. Um dos coordenadores que está à frente da pesquisa é o cientista e professor do Instituto de Biologia (IB) da Unicamp, Daniel Martins de Souza. Ele é filho do empresário parnaibano Francisco Martins, falecido em 2012. 

“A grande maioria dos pacientes monitorados apresentavam problemas de ansiedade, depressão e dificuldade de memória lógica a curto prazo. Em algumas funções cognitivas eles também apresentaram diferenças. Essa crença de que as pessoas acham que é melhor pegar logo a doença para ficar livre, não é uma estratégia viável, pois o paciente pode vir as desenvolver uma doença muito mais grave que poderá afetar severamente o sistema nervoso”, alerta.

Assista abaixo a entrevista com o cientista:

Vídeo Reprodução: TV Cultura)

Cientista altamente requisitado, Daniel Martins já trabalhou na tradicional Universidade de Cambridge, na Inglaterra e como principal cientista investigador da Universidade Ludwig-Maximilian de Munique, na Alemanha, além de viajar ministrando palestra nas maiores universidades do Brasil e mundo afora. 


Por Luzia Paula, com informações da TV Cultura

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------