sábado, fevereiro 29, 2020

Menor tamanduá do mundo cabe na palma da mão e vive em cajueiros no Piauí

Com 30 centímetros e 300 gramas, animal passa os dias dormindo, enroscado no alto das árvores.
Animal também é chamado de tamanduá-de-seda pela pelagem macia e levemente dourada (Foto: João Marcos Rosa/Agência Nitro).
Dos quatro tipos de tamanduá que existem no mundo, só se falava em dois no Brasil: o bandeira e o mirim. Mas a reportagem de Globo Rural (TV e revista), num esforço em quatro Estados, fez uma descoberta maravilhosa: nos cajueiros nativos do Delta do Parnaíba, no Piauí, vive uma criaturinha incrível, o menor tamanduá do mundo - o tamanduaí.

Matéria relacionada: Tamanduaí, o menor tamanduá do mundo, é encontrado no Litoral Piauí.

De um corpo que cabe na mão, ele é também chamado de tamanduá-de-seda, por conta de sua pelagem macia e levemente dourada, da cor do fio que sai do casulo do bicho-da-seda. Então, dos quatro tamanduás do mundo, o Brasil tem três. E o outro, o quarto, vive no México (parecido com nosso mirim).

Pesquisadores científicos veem os tamanduás pelo número de dedos nas mãos. Os mirins têm quatro dedos (“tetradáctila”, do latim), o bandeira tem três (“tridáctila”) e o tamanduaí, dois (“didáctila”). Dos três, só o mirim tem tamanduá no nome (Tamandua tetradactyla).

Dos outros tamanduás, um é o Mimercophaga tridactyla (o bandeira, comedor de formigas que tem três dedos), e o outro, Cyclopes didactyla. Cyclopes quer dizer de pés e olhos redondos, e didactyla, que tem dois dedos.

Por: José Hamilton Ribeiro/Globo Rural | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------