quinta-feira, outubro 03, 2019

Marinha apura caso do pescador que caiu de embarcação no mar

Marinha apura caso de pescador que passou cerca de 20 horas no mar após cair de embarcação
Pescador Francisco das Chagas dos Santos Pinto foi resgatado após cair de embarcação e passar cerca de 20 horas no mar — Foto: Divulgação/Marinha do Brasil
Segundo a Marinha do Brasil, Francisco das Chagas dos Santos Pinto, 45 anos, foi resgatado na noite dessa terça-feira (1º), após cair de uma embarcação que saiu de Parnaíba, Litoral do Piauí.

A Marinha do Brasil vai apurar as causas do acidente envolvendo o pescador Francisco das Chagas dos Santos Pinto, 45 anos, que foi resgatado após cair de uma embarcação e passar cerca de 20 horas no mar. De acordo com o comandante da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), capitão de fragata Dante Duarte, será realizada uma perícia no barco pesqueiro em que o homem estava e os tripulantes serão ouvidos.

O pescador estava em um barco que saiu de Parnaíba, no Litoral do Piauí, e caiu da embarcação, no mar, a 98 milhas náuticas - aproximadamente 181 km - de São Luís, no Maranhão, na madrugada de terça (1º), por volta de 2h50. Ele foi encontrado na noite dessa terça-feira (1º) e levado para a capital maranhense nesta quarta-feira (2). 
Pescador foi resgatado após cair de embarcação e passar cerca de 20 horas no mar — Foto: Divulgação/Marinha do Brasil
"Fomos informados de que ele tinha caído na água e estava desaparecido. Imediatamente tomamos as atitudes necessárias para salvar a vida dele e obtivemos sucesso", informou o capitão de fragata Dante Duarte, comandante da Capitania dos Portos do Piauí.


A Marinha acionou o navio-patrulha Guanabara e a aeronave Super Cougar (UH-15), do Núcleo de Implantação do Primeiro Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte, para realização do Serviço de Busca e Salvamento (SAR).

INFORME PUBLICITÁRIO
O pescador foi resgatado pelo navio tanque Flumar Brasil após a marinha ter feito comunicação via rádio com embarcações que navegavam na região. Em seguida, a aeronave da Marinha pegou Francisco das Chagas no navio e o levou para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O inquérito feito pela Marinha é administrativo e deve apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades pelo acidente da navegação. Segundo o capitão de fragata Benjamin Duarte, o procedimento foi iniciado no Maranhão, mas poderá ser concluído no Piauí.

Por Lucas Marreiros/G1 | Edição: José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------