quarta-feira, dezembro 16, 2020

Profissionais de saúde no Piauí denunciam atraso de três meses no salário


Profissionais terceirizados que atuam na linha de frente contra a Covid-19 denunciam que estão três meses sem receber salários. Na lista, enfermeiros, auxiliares e técnicos de Enfermagems contratados pela Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh). A categoria ameaça abandonar postos de serviço.

"O último pagamento foi referente a setembro. Os profissionais estão com outubro, novembro e estamos entrando em dezembro sem perspectiva sequer de receber o 13º salário", disse Erick Ricelli, presidente do Sindicato dos Enfermeiros Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Piauí (Senatepi).

De acordo com a categoria, a situação acontece no Hospital de Getúlio Vargas (HGV) e outros hospitais no Piauí. O Senatepi deve protocolar nesta quarta-feira (16) um ofício junto ao Ministério Público, Fundação Hospitalar e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) expondo a situação e cobrando providências em caráter de urgência.

"Esses profissionais procuraram o Sindicato para deixar claro se até a véspera do Natal não receber seus pagamentos atrasados irão abandonar postos de serviço. São profissionais que dedicam a sua vida, até mesmo quando ninguém mais trabalha", disse Erick Ricelli.

Por meio de nota, a assessoria do HGV orientou a TV Cidade Verde a procurar a Secretaria de Administração e Previdência do Piauí (Seadprev) que por outro lado informou que a contratação foi realizada pela Fepiserh. 

Por meio de nota, a Fundação informou que devido as mudanças na presidência, os pagamentos só poderão ser efetuados após a formalização dos novos diretores junto ao Banco do Brasil, sendo assim, o mês de outubro será pago em breve, porém não há data definida.

Com informações Notícia da Manhã

redacao@cidadeverde. Com

Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------