sábado, maio 16, 2020

“Quem ataca o Portinho não comete apenas crime ambiental, mas demonstra um desamor sem tamanho por Parnaíba”, diz Prefeito Mão Santa

Em conversa com jornalistas sobre o que ocorreu recentemente na Lagoa do Portinho, com vala aberta em duna para escoamento de água, sendo que a Prefeitura de Parnaíba já fechou o canal criminosamente feito na área, o Prefeito Mão Santa ponderou sobre alguns pontos que merecem reflexão sobre o lamentável fato, que teve rápida intervenção da equipe da SEINFRA municipal para solucionar o problema.

Mão Santa disse que o ato é um crime ambiental e tudo que coloca em risco a lagoa parnaibana deve ser averiguado e resolvido, para que não sofra nenhum tipo de agressão ou interferência humana que não seja expressamente autorizada pelos órgãos públicos competentes, nas esferas municipal, estadual ou federal. O gestor municipal ainda solicita que a população, os turistas e os moradores das imediações da lagoa denunciem caso presenciem atos como esses, para que não se repitam na região.

O Prefeito de Parnaíba se entristece com o ocorrido no Portinho e afirma, com segurança, que as pessoas que praticamente aquele crime ambiental demonstram um grande desamor por Parnaíba, sua cidade e seu povo. “Não consigo entender como uma pessoa nascida e criada na Parnaíba pode ter coragem de fazer aquilo no Portinho, com intuito de benefício próprio ou outros. Nossa cidade não pode ser apunhalada dessa forma. Temos que nos unir para protegê-la e preservá-la. Fico até com dúvida se essa ação criminosa foi feita por alguém de Parnaíba, tamanho é o desapreço por nossa cidade. Se não amarmos e defendermos essa terra, o que será dela no futuro? Qual exemplo deixaremos para nossos filhos, para a próxima geração, que viverá aqui e ocupará os postos de comando e decisão política da cidade?”, indaga.

E antes de encerrar o diálogo com a imprensa, o Prefeito Mão Santa lembrou de um dos versos do hino de Parnaíba: “Dos mais belos hinos do Brasil, que retrata a grandeza da nossa Parnaíba, cita ‘ Ó Parnaíba, Teu nome exprime, Em nosso peito, Ardor sublime’. O verso exprime todo o nosso amor e respeito por nossa cidade. Carregamos no peito o orgulho de sermos parnaibanos, nascidos na “Metrópole das Províncias de Norte’, como bem disso Dom Pedro I a se referir sobre a importância do nosso município no contexto nacional. Daí, é incompreensível e inaceitável que as pessoas que cometerem aquele crime ambiental sejam, de fato, filhos desta terra tão abençoada no Piauí. Essas criaturas desalmadas não carregam Parnaíba no coração”, desabafa.

Jornal da Parnaíba com informações da SupCom

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------