terça-feira, maio 19, 2020

Covid-19: UTIs do hospital de Parnaíba são ocupadas por pacientes do Maranhão

“Há cinco [e não 14] pacientes de outros estados. Hoje [segunda-feira, 18] a direção do Heda vai pedir uma posição do COE sobre como atuar nesses casos", disse a Secretaria de Saúde do Estado.
Conforme apurado pelo GP1 neste domingo (17), o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), da cidade de Parnaíba (PI), conta atualmente com 14 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes infectados com Covid-19 que vieram do estado vizinho Maranhão.

Procurada por nossa reportagem ainda ontem, a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), por meio de sua assessoria de comunicação, rebateu a informação, afirmando que 5 pacientes do Maranhão, e não 14, estão em leitos de UTI em Parnaíba. Ainda de acordo com a Sesapi, o Comitê de Operações Emergenciais (COE) será consultado para saber como proceder nessas situações.
INFORME PUBLICITÁRIO
“Há cinco [e não 14] pacientes de outros estados. Hoje [segunda-feira, 18] a direção do Heda vai pedir uma posição do COE sobre como atuar nesses casos", disse a Secretaria de Saúde do Estado.

Proibição em Teresina
Cenário semelhante vinha ocorrendo em Teresina, ao ponto do prefeito Firmino Filho (PSDB), por meio de um decreto, ter decidido proibir o atendimento na rede de saúde da Capital à pessoas que não sejam do Piauí. A decisão de Firmino levou em conta o fato de grande parte dos pacientes atendidos ser de outros estados, sobretudo do Maranhão. A proibição foi publicada no Decreto Municipal Nº 19.741, que estabelece medidas para permitir a retomada do funcionamento dos estabelecimentos de saúde.

“Fica proibido qualquer tipo de prestação de serviço para não residentes do Estado do Piauí, excetuando-se os pacientes regulados pela Central de Regulação do Sistema Único de Saúde”, diz o documento. Para que sejam atendidas, as pessoas deverão comprovar residência no estado do Piauí.

Clique AQUI e saiba mais informações de Parnaíba e região
Por Germana Chaves e Thais Guimarães/GP1 | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------