quarta-feira, outubro 07, 2020

A Lagoa Azul de Parnaíba vista pelas lentes do PHB Drones

A Lagoa Azul de Parnaíba vista de cima pelas lentes de André do PHB Drones. A Lagoa Azul, formada por água pluvial e chama a atenção pela sua cor e beleza.

 

Imagens da Lagoa Azul vista de cima

O rigoroso inverno dos anos de 2019 e 2020 deixou os barreiros (local onde os caminhões pegam areia amarela para construção) da região do litoral Piauiense, especialmente em Parnaíba, com um grande volume de água.

São dois lagos formados por águas das chuvas em barreiros de retirada de areia para construção.

O barreiro que fica próximo na estrada de acesso a Lagoa do Portinho, indo pela BR 343, devido ser o mais isolado e menos poluído, criou um grande volume de água e que devido a cor de suas águas, os nativos estão chamando de Lagoa Azul, em alusão ao famoso filme “A Lagoa Azul” (The Blue Lagoon) dirigido por Randal Kleiser de um roteiro escrito por Douglas Day Stewart baseado no romance de 1908 de mesmo nome de Henry De Vere Stacpoole. A versão mais conhecida do filme é a terceira que foi estrelado por Brooke Shields e Christopher Atkins em 1980.

Nos fins de semana o lago está sendo bastante frequentado por moradores da região, entretanto trata-se de propriedade privada e por ser águas parada não são apropriadas para o banho, além de oferecer risco de afogamento em virtude de sua profundidade.

Lagoa Azul é imprópria para lazer, informa a proprietária e acrescenta – “A lagoa tem dono e quem entra está invadindo uma área privada e cercada suas águas são poluídas e há riscos de afogamentos e acidentes com pedras.

A Sras. Jovanilda Galeno, proprietária das terras onde fica a Lagoa Azul, próximo a Lagoa do Portinho, em Parnaíba, enviou nota a nossa redação para fazer algumas ponderações acerca do uso para lazer por parte de algumas pessoas.

De acordo com a proprietária do imóvel, a Lagoa Azul não é um local apropriado para banho e lazer, pois oferece risco para a saúde e também podendo ocorrer acidentes, além de ser uma propriedade privada que está cercada e as pessoas que entram, ainda que seja para lazer, estão invadindo uma propriedade de terceiro. 

Veja a nota da Srz. Jovanilda Galeno: 

“Uma Área Privada “Minha”!  Sei que é linda! Porém não é para banho oferece riscos.  Como; afogamento, mortes por acidente com as pedras ou torrões de barro, atolamentos. São 9 hectares composta com pedras, sendo que água recobre-as. Pessoas se conscientizem!  Se está fechada a entrada e sinalizada, é pq não é para adentrar. Parem com vandalismo e com a poluição da área pois lá abriga muitos animais silvestres! Porque no que você está levando numa brincadeira, pode tirar sua vida brincando!”

Mesmo com todos esses avisos a lagoa recebe um grande número de banhistas nos finais de semana.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------