quinta-feira, agosto 06, 2020

Prefeitura e CEF assinam contrato de R$ 17,2 milhões para construção de nova ponte em Parnaíba

Com representantes da Caixa Econômica, Prefeito Mão Santa assina contrato para recebimento de R$ 17,2 milhões da construção da nova ponte de Parnaíba sobre o rio Igaraçu.

Em solenidade com Superintendentes e representantes da Caixa Econômica Federal no Piauí, na tarde desta quinta-feira, 6 de agosto, o Prefeito Francisco de Assis Moraes Souza, Mão Santa, assinou o contrato para a Prefeitura de Parnaíba receber os recursos federais do Ministério do Desenvolvimento Regional no valor de R$ 17.238.026,00 (dezessete milhões, duzentos e trinta e oito mil e vinte e seis reais), com emendas parlamentares dos Senadores piauienses Ciro Nogueira e Elmano Férrer, que serão usados para a construção da nova ponte de Parnaíba, que criará mais uma ligação entre a região central do município com a Ilha Grande de Santa Isabel, onde está localizada a única praia da cidade, Pedra do Sal. A nova ponte terá o nome de Geraldo Bolsonaro, pai do presidente da república Jair Messias Bolsonaro.

O Prefeito Mão Santa agradeceu aos representantes da Caixa Econômica Federal, e disse que a importante obra de mobilidade urbana só foi possível com o apoio dos Senadores piauienses Ciro Nogueira, Elmano Férrer e do Presidente Jair Bolsonaro, que sempre tem olhado com muita atenção para as demandas do município.

Os recursos para as obras são oriundos de emendas dos senadores Ciro Nogueira e Elmano Férrer, além de aportes do Ministério do Desenvolvimento Regional, sob gestão de Rogério Marinho, que autorizou o empenho da obra no dia 12 de junho de 2020. A Prefeitura Municipal concederá R$ 34,6 mil em contrapartidas. A infraestrutura permitirá a interligação entre os bairros Nossa Senhora do Carmo e Ilha Grande de Santa Isabel, além de garantir mais um acesso à Praia da Pedra do Sal. A localidade é considerada um dos cartões-postais piauienses.

A nova ponte de Parnaíba será de estrutura mista e terá 120 metros de extensão, e serão construídos acessos, infraestrutura para pedestres e ciclistas, sistema de microdrenagem, além da instalação de sinalização vertical e horizontal. Também serão implantadas rede de iluminação pública e soluções de esgotamento sanitário ao longo do empreendimento.

Estiveram presentes na reunião os Superintendentes da Caixa Econômica Federal, Fabiana Lima e Edilberto Oliveira, o Gerente de Filial de Governo na CEF no Piauí, Marcelo Melo, vereadores parnaibanos, secretários municipais e assessores da gestão Mão Santa.

Jornal da Parnaíba

Um comentário:

Neto disse...

Desculpe não quero ofender ninguém, mas parem e repensem!

A nova ponte vai acabar com o visual da beira rio e detornar com a Capitania dos Portos, o Igara e todo o local, interligando com área alargada da ilha no período da chuva. Além de não ter ganho aumentando a faixa litorânea do litoral parnaibano, pois a nova estrada vai sair perto do local existente e conhecido da pedra do sal. Se fizesse uma ponte para aumentar a faixa litorânea do litoral de Parnaíba, desde o início ate as pedras,/farol da Pedra do sal, interligando talvez com Luis Correia, estariamos aumentando significativamente a faixa litoranea e as estradas ficariam na faixa litorânea, seriam feitas em terras públicas da marinha e não em terras privadas para desapropriação e indenização, além que as terras do outro lado do rio em frente do igara são alargadas no período de chuva. Não entendo quem vai ganhar ou entendemos. Agora a Br existente para pedra do sal, poderia duplicar com uma ciclovia no meio do canteiro central.

Que merda vão acabar com a beira rio, não pensaram nisso. Deriam revigorar e não acabar. Vejam nas fotos como ficou a rua grande, antes da ponte e depois dela, muda tudo e vão fazer a mesma coisa na beira rio, acabar com a rua, a capitania dos portos e igara ficaram debaixo da ponte e o fluxo de carro detona o setor.

Cadê o estudo do pós e o contra dessa obra da ponte nova? O povo parnaibano tem o direito de ter a informação divulgads antes do início da obra, pois a nova ponte pode mudar de local.

Com a falta de análise adequada, acabamos com a Praça da Graça que hoje está detonada sem grama e a maioria do tempo suja, uma podridão no espelho d'agua. Agora querem acabar com o visual da beira rio.

Com essa nova ponte nascerá mas um dia de festejo: o dia do luto da Beira Rio.ou mostrem todo projeto para a população com a análise do prós e do contra.

Essa nova ponte merece uma audiência pública para discussão do pós e contra e se o local escolhido é ou não viável para Parnaíba.

---------------------------------
-------------------------------