sexta-feira, dezembro 06, 2019

Em entrevista, Petrarca Alelaf critica falta de transparência da diretoria do Parnahyba e alfineta Casé Neves

Petrarca Alelaf, candidato a presidência do Parnahyba Sport Club (Foto: José Wilson / Jornal da Parnaíba)
Em entrevista veiculada na tarde desta quinta-feira (05) no programa "Ao vivo com Luzia Paula", o candidato da chapa de oposição à presidência do Parnahyba Sport Club, Petrarca Alelaf, fez duras críticas a atual diretoria do time e ainda alfinetou o adversário dele, Casé Neves. Petrarca, que é filho do saudoso Pedro Alelaf, tendo jogado no Parnahyba por dez anos como ponta direita, questionou também a falta de transparência das finanças do Clube.
"Não temos nenhuma informação sobre as receitas do Parnahyba. Não sabemos quanto o time recebe de propaganda e nem de patrocínio. Tem ainda o valor mensal do aluguel da sede que seria de R$ 8 a R$ 9 mil reais. A verdade é que a diretoria do Parnahyba não tem transparência. Não há informações de quanto se gasta, nem tampouco de quanto se recebe. No entanto deve de ser algo muito bom, pois eles estão numa briga imensa por esta eleição", disparou.
Petrarca também levantou dúvidas sobre a candidatura da chapa da situação, ao afirmar que Casé não sairá como presidente. Ele chegou a chamá-lo de covarde. 
Petrarca Alelaf e Luzia Paula (Foto: José Wilson / Jornal da Parnaíba)
"O Casé não tem atitude para ser presidente de Club porque ele é um covarde. Falo em covardia em relação a falta de firmeza dele. Ele não tem coragem de bater no peito e entrar de fato como presidente do Parnahyba. Minha colocação não é pessoal e sim em relação a atitude dele. Ele é uma pessoa responsável, um empresário bem conceituado na cidade. No entanto, em relação ao futebol, não tem fibra. Duvido que ele saia de fato como presidente do Parnahyba e, caso entre e ganhe, no outro dia ele sai", alfinetou Petrarca.

Durante a entrevista, o ex-jogador Carlos Seixas, apoiador da candidatura de Petrarca, recebeu uma ligação de Casé que estaria indignado com as acusações do oponente. De acordo com Seixas, Casé ainda teria afirmado que não concorrerá à presidência do Parnahyba. “O Casé foi bem claro pra mim ao afirmar que não é candidato de coisa nenhuma”, sustentou Seixas ao vivo. 
Petrarca Alelaf, Luzia Paula e apoiadores da campanha de Petrarca.
Caso seja eleito, Petrarca disse que irá valorizar os profissionais da casa, desde os jogadores ao corpo técnico. “Sendo eleito, na minha administração irei valorizar o que tenho na minha casa. Contratarei um técnico da nossa região, pois temos excelentes talentos aqui que tem capacidade de fazer um excelente trabalho e levar o Parnahyba Sport Club a trazer títulos para o litoral, coisa que não ocorre há muito tempo”, disse.

Chapas
Nesta semana foi divulgado na imprensa que as eleições deste ano para a presidência do Parnahyba Sport Club teria duas chapas: a de situação, composta por Casé Neves como presidente e Batista Filho como vice. Já a chapa da oposição seria encabeçada por Petrarca Alelaf como presidente e Marcos Samaronne como vice-presidente. Entretanto, durante a entrevista Petrarca afirmou que a vice da chapa dele é a juíza Maria do Amparo. Já a vice da chapa da situação seria a desportista Socorro.

Como o nome de Casé Neves foi citado, nossa reportagem entrou em contato com o empresário para que ele pudesse prestar esclarecimentos sobre sua possível desistência da candidatura. No entanto, o mesmo disse que no momento não irá se pronunciar. Todavia, a Redação do Jornal da Parnaíba e do programa “Ao vivo com Luzia Paula”, mantém o espaço aberto caso Casé Neves resolva falar.

Por Luzia Paula | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------