domingo, setembro 29, 2019

Centenas de peixes aparecem mortos em riacho que deságua no Igaraçu

A população suspeita de que as mortes sejam decorrentes da falta de oxigênio causada por despejo de águas servidas de tubulação de esgoto da AGESPISA que estourou.
Moradores do bairro Cantagalo e Nossa Senhora de Fátima, em Parnaíba, estão preocupados com a mortandade de peixes que vem sendo registrada desde o início da semana no trecho que compreende o bueiro da Avenida Padre Raimundo José Vieira no bairro de Fátima até o bairro Cantagalo no Rio Igaraçu.

Leia também: Rompimento no sistema de esgoto em Parnaíba obriga moradores a sair de casa.

Imagens mostram peixes mortos de várias espécies. A galeria a céu aberto que seve apenas como escoamento das aguas da chuva durante o inverno, segundo denúncia de moradores, estaria sendo usado pela empresa de abastecimento de água, AGESPISA – Águas e Esgotos do Piauí S/A, como depósito de dejetos. A água despejada em um bueiro destinado a águas pluviais, apresenta uma cor verde escura e, segundo os moradores, um cheiro muito forte.
A AGESPISA alega que a água despejada no bueiro é do serviço de rebaixamento do lençol freático que está sendo realizado para que a empresa faça a correção de uma tubulação de esgoto que se rompeu.

Entretendo, a população suspeita é que problemas com esgoto tenham provocado a falta de oxigênio na água e em consequência a mortalidade de peixes.
Há décadas que existe essa galeria de águas pluviais que recebe parte das águas do bairro N. S. de Fátima que chegam até um riacho que vai dar no rio Igaraçu.

É necessário a urgente intervenção dos órgãos responsáveis pelo meio ambiente tomem ciência do fato e intervenham em favor da população. O Rio São José já está morto e se não tomarmos providencia vamos matar também o Igaraçu.












Edição: José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------