sexta-feira, fevereiro 08, 2019

TCE aprova pedido para o bloqueio das contas do COREDEPI

TCE aprova pedido para o bloqueio de contas do COREDEPI - Consórcio Regional de Desenvolvimento da Planície Litorânea. 
O Plenário do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) aprovou durante sessão plenária realizada nesta quinta-feira (7) o bloqueio das contas bancárias do Consórcio Regional de Desenvolvimento da Planície Litorânea Piauiense.

O bloqueio foi solicitado pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Leandro Maciel, decorrente da inadimplência quanto ao envio das prestações de contas.
O COREDEPI foi criado no dia 18 de dezembro de 2013 tendo como membros os 11 municípios que formam a Planície Litorânea, mas somente elegeu a primeira diretoria sete meses depois no dia 9 de julho de 2014 que teve como presidente eleito Ricardo do Nascimento Martins Sales, prefeito de Murici dos Portelas e que permanece até os dias atuais. Os representantes do consorcio poucas vezes se reuniram durante estes 6 anos de existência.

O consórcio tinha como objetivo buscar soluções de problemas conjuntos e tinha como prioridade em uma de suas metas a construção um aterro sanitário em Parnaíba para receber o lixo das demais cidades da Planície Litorânea, entretanto desde a sua criação o consórcio nunca avançou e nada de concreto foi feito até agora, não gerando nenhum benefício para os consorciados, apenas despesas para município de Parnaíba que além de contribuir com R$ 9.500,00 mensais para constituição de um fundo, ainda ficou responsável, dentre outros, pelo transporte de doentes para Teresina, tirando o encargo das demais prefeituras. As maiores despesas do Consórcio recaem sobre Parnaíba sem nenhum benefício prático.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------