segunda-feira, fevereiro 03, 2014

O vareiro do Rio Parnaíba

Vareiro ou “porco d’água”, era uma figura típica do rio Parnaíba, que durante muitos anos se destacou em nosso Município, antes da navegação a vapor teve ele mesmo que gerar a força motriz necessária para acionar as primeiras embarcações, desde o Porto Salgado, até além, do curso médio, do rio Parnaíba, com o uso da vara de 4 braças, do cabo de espiada de manilha.

Quando, nos dias de folga, o vareiro típico gostava de vestir calça de mescla ou riscado grosso, com camisa de listrinha azul e branco, exibindo sua musculatura de homem de sol, com talinge, nos braços, chapéu branco de abas curtas, viradas para cima e tamancos pesados, com rosto de sola ou pele de bode curtida e o cinto de sola grossa, com fivela de latão, era indispensável.

Barcos movidos a força do homem (vareiro)
Não esquecia a faca marinheira, embainhada, e cujo cabo destacava-se uma estrela de cinco pontas para combater “mandinga”. Sua arma era “cacete de jucá”, que sempre ficava na embarcação e, só usada quando ameaçados.

Eles faziam a alegria do porto e da rua dos Barqueiros, na Quarenta.

Com o crescimento do Porto Salgado, a navegação a vapor, em substituição aos pequenos e canoas, e a construção da ponte Simplício Dias, pouco a pouco, esta figura típica desapareceu de nosso Município, existindo apenas, em determinados trechos do rio, onde há carência de transporte. 


Edição do Jornal da Parnaíba | Fonte: Delta do Rio Parnaíba

Nenhum comentário:

---------------------------------
-------------------------------