domingo, fevereiro 16, 2020

História do oratório raro do casarão Simplício Dias

O nicho e o Casarão Simplício Dias da Silva, em Parnaíba
Na Avenida Getúlio Vargas, no centro de Parnaíba, está o sobrado onde morou Simplício Dias da Silva. Na esquina do casarão, no segundo pavimento, um oratório público raro foi edificado e atualmente está ofuscado pelo poste, fios e caixa telefônica.

Em sua fachada, na esquina do casarão, observa-se um pequeno oratório público. A imagem do oratório é de Nossa Senhora da Conceição (Imaculada Conceição é um dogma da Igreja Católica sobre a concepção de Maria, mãe de Jesus). Este tipo de oratório residencial público é raro, vez que atualmente não se faz mais e a maioria dos que foram construídos na mesma época estão destruídos.

Casarão Simplício Dias
Quase ninguém percebe a presença do oratório (nicho), mas que deveria ser melhor explorado turisticamente, pois trata-se de uma raridade ainda conservada da época áurea de Parnaíba.

Ao que se sabe é que o oratório foi colocado na fachada do sobrado para reverenciar a memória do irmão de Simplício Dias, Raimundo Dias da Silva, assassinado aos 39 anos de idade. Seu corpo está sepultado na Igreja Matriz de Nossa Senhora Mãe da Divina Graça, no altar do Santíssimo exposto a visitação.
A imagem rara juntamente com o casarão Simplício Dias ficaram por muitos anos semiabandonados.
O oratório (nicho) e a Imagem
A imagem original de Nossa Senhora da Conceição (Imaculada Conceição) que ficava no oratório (nicho) do sobrado de Simplício Dias da Silva, sumiu durante a reforma do prédio e nunca mais tivemos noticias de seu paradeiro. Na comemoração dos 300 anos de Parnaíba, em 2011, foi colocada uma réplica da imagem em seu lugar.

A imagem de Nossa Senhora da Conceição (Imaculada Conceição) feita em porcelana veio de Portugal e pertencia a uma das embarcações de Simplíção (como Simplício Dias era chamado) e foi colocada no nicho depois da morte do irmão de Simplício, Raimundo Dias da Silva em sua homenagem já era devoto da santa e responsável pela embarcação. Cada Embarcação de Simplício Dias tinha um santo protetor. Atualmente estas imagens estão assim: São João está na Matriz, igreja de Nossa Senhora Mãe da Divina Graça, São Benedito está na igreja do Rosário e também Nossa Senhora do Rosário que era do navio que trazia escravos da África está na igreja do Rosário.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Um comentário:

Paje disse...

Gostaria que vc contasse a historia do gancho que esta proximo ao oratorio.