domingo, novembro 18, 2018

Constantes problemas de telefonia prejudica empresários de Barra Grande

Manutenção em rede de telefonia prejudica vendas na Barra Grande durante feriado; Vendas através de cartões ficaram prejudicadas por manutenção realizada durante feriado. Previsão é de que serviço retorne a partir de meia-noite de sexta-feira (16).
Rua das Pousadas em Barra Grande no litoral piauiense.
Uma manutenção na rede de telefonia deixou os hotéis, bares e restaurantes da praia da Barra Grande, na cidade de Cajueiro da Praia, sem telefonia durante esta sexta-feira (16). Com o serviço interrompido, os empresários não conseguem fazer vendas através dos cartões de crédito e débito, o que prejudicou o faturamento durante o feriado prolongado. O G1 tentou entrar em contato com a empresa responsável pela manutenção, mas não obteve retorno.

Moradores da Barra Grande, contaram que foram informados por funcionários de um posto da Telemar da região que a manutenção começou durante a manhã de sexta-feira (16), e está prevista para ser concluída a partir da meia-noite.
Manutenção em rede de telefonia prejudica faturamento de pousadas da praia da Barra Grande, no Piauí, durante o feriado. — Foto: Carolina Miranda/Arquivo Pessoal
O empresário Ariosto Ibiapina, dono de uma das pousadas de Barra Grande, comparou a manutenção a “Desligar a energia de um hospital durante uma cirurgia”, e comentou que o dia escolhido para fazer o serviço prejudicou os trabalhos nos estabelecimentos da praia.

“Temos milhares de turistas durante esse feriado, e ninguém usam mais com dinheiro vivo. E ninguém pode passar cartão e nem pagar nada”, disse o Ariosto.
A única comunicação restante são sinais de internet via rádio, que não contemplam a todos os estabelecimentos. A única opção para sacar dinheiro, um caixa eletrônico da Caixa Econômica que ficava localizado em uma das praças da vila, foi removido por conta da ameaça constante de assaltos.

“O que nós queríamos era que houvesse um planejamento. Se precisa fazer manutenção, tem que se observar o que vai ter na cidade na época. Vai acontecer uma festa, ou um feriado? Então poderiam deixar a manutenção para a segunda-feira, por exemplo”, argumentou o empresário. O mesmo problema foi registrado durante o feriado da Semana Santa, em maio de 2017.

O G1 tentou contato com a empresa responsável pela manutenção, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

Por Andrê Nascimento/G1 | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário