domingo, setembro 16, 2018

Obras paradas atravancam o desenvolvimento turístico do litoral piauiense

Com diversas obras paralisadas o turismo no litoral piauiense fica travado e Parnaíba é a mais prejudicada. Ainda tem as obras que nem foram iniciadas ainda.
Placa da reforma do conjunto arquitetônico do Porto das Barcas. Obra parasisada
Por ser a maior cidade do litoral piauiense e por ter a melhor infraestrutura para receber turistas, Parnaíba deveria funcionar como uma espécie de “Hub” onde os visitantes deveriam fazer sua base e daqui partir para as principais praias e pontos turísticos. Entretanto com inúmeras obras essenciais paralisadas e outras sequer iniciadas, o turismo fica travado prejudicando os investidores locais do trade turístico.

As obras que mais impactam no travamento do turismo e que prejudicam diretamente Parnaíba são as obras paralisadas da Ponte Simplício Dias, reforma do conjunto arquitetônico Porto das Barcas, Museu do Mar, PI 116 que dá acesso a Pedra do Sal, PI 210 que dá acesso ao Porto dos Tatus, principal acesso ao Delta do Parnaíba e orla da praia da Pedra do Sal. Além dessas obras paralisadas ainda tem as que sequer foram iniciadas, a exemple do Porto dos Tatus, requalificação da Beira Rio, duplicação do acesso a Luís Correia que inclui o prolongamento da Avenida São Sebastião e asfaltamento da Avenida 19 de Outubro (avenida do contorno), para onde irá ser transferida a BR 343 que atualmente passa pela Avenida Pinheiro Machado.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário