segunda-feira, agosto 06, 2018

Pescadores de Bitupitá (CE) receberam visita da equipe do projeto Rotas da Conservação

Na sexta-feira 27 de julho, a equipe do Instituto Tartarugas do Delta participou de uma reunião com pescadores e proprietários de currais de pesca em Bitupitá, Barroquinha - CE, na Colônia de Pescadores  Z-23.
Inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Delta do Parnaíba a praia de Bitupitá possui uma comunidade pesqueira tradicional que trabalha com a pesca de curral, um apetrecho caracterizada como armadilha fixa semicircular, não seletiva, que utiliza o princípio do aprisionamento, ou seja, o peixe entra durante a maré alta e não consegue sair, sendo capturado na maré baixa.

 O objetivo da reunião foi apresentar o projeto Rotas da Conservação, as etapas da pesquisa para conhecer a rota migratória do camurupim e da tartauga-de-couro, através do monitoramento via satélite e explicar como serão instalados os transmissores nos animais.
“Durante a apresentação reforçamos que os dados da pesquisa serão importantes para ampliar informações sobre as duas espécies ameaçadas de extinção, e compor o plano de manejo da APA. Após a apresentação solicitamos apoio aos pescadores caso encontrem um camurupim ou tartaruga-de-couro marcada com os transmissores, seria interessante libera-los dos currais, caso sejam capturados, devolver o transmissor para a colônia de Pesca” , explicou Werlanne Magalhães Coordenadora do projeto.

 De acordo com os pescadores, é comum capturar camurupim praticamente toda semana nos currais de pesca e algumas tartarugas marinhas.

 Por Ana Carolina Porto | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário