domingo, junho 10, 2018

Em nota, Corpo de Bombeiros garante permanência no Aeroporto de Parnaíba

Corpo de Bombeiros emite Nota de Esclarecimento sobre a manutenção da Brigada de Incêndio mantida no Aeroporto Internacional Pref. Dr. João Silva, em Parnaíba.
Sistema de Comando de Incidentes (SCI) do Corpo de Bombeiros do Aeroporto de Parnaíba

Nota Corpo de Bombeiros
O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Piauí vai continuar atuando no Aeroporto Internacional de Parnaíba, Prefeito Doutor João Silva. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou a Resolução nº 455 que desobriga os aeroportos com movimento inferior a 200 mil passageiros ao ano, de implantar, operar e manter o Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis (Sescinc).

De acordo com o comandante da corporação, Carlos Frederico, os trabalhos seguem normais. “A decisão é da Anac, mas o Corpo de Bombeiros permanece com suas equipes operacionais em Parnaíba para atuação em qualquer necessidade. Até segunda ordem, o Governo do Estado continuará garantindo a segurança do local”.
Comandante da SCI - Parnaíba: Capitão QOBM Marcelo Anderson Alves Pereira

Entenda o caso:
A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) comunicou ao Governo do Estado do Piauí que não renovará o convênio firmando para manter uma guarnição do Corpo de Bombeiro Militar no Aeroporto Internacional Pref. Dr. João Silva, em Parnaíba, no valor de R$ 200 mil ao ano.

O convênio entre Estado e Infraero encerra no dia 23 de junho e não será renovado. A Infraero Comunicou a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil)  e ao superintendente do aeroporto de Parnaíba, Dr. Ezequiel Gomes dos Santos.

Com o encerramento do convênio o Governo no Estado do Piauí estaria desobrigado de manter o Sistema de Comando de Incidentes (SCI) do Corpo de Bombeiros do Aeroporto e caso viesse deixar de prestar estes serviços, uma das consequências seria o cancelamento dos voos da Azul Linhas Aéreas por questões de segurança. A Gol Linhas Aéreas que tem um plano de voar a partir de outubro também poderia abortar seu planejamento.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário