sábado, fevereiro 24, 2018

IML de Parnaíba funciona de forma precária, denuncia servidor

Raio-X abandonado há mais de dois anos, geladeira para conservação de cadáveres não resfria e carro tumba caindo aos pedaços, são algumas das denúncias dos servidores.
Em Parnaíba, denúncias feita ao Sinpolpi alarmam que o IML (Instituto Médico Legal) órgão vinculado a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí tem um aparelho de Raio-X abandonado há mais de dois anos.

“O aparelho nunca funcionou, custou R$ 800.000,00 e talvez não preste mais. É uma vergonha. Na sala de necropsia, aonde os médicos legistas trabalham, a geladeira [câmara mortuária] não está resfriando e o carro tumba está caindo os pedaços”, denuncia um servidor que não quis se identificar, ao presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi), Constantino Júnior.

A falta de estrutura física também é um complicador para a efetividade da investigação criminal no Piauí.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário