terça-feira, dezembro 19, 2017

Núcleo da Uespi realiza ações na zona rural de Parnaíba

O Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão (Nea/Cajuí), da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) do Campus Prof. Alexandre Alves de Oliveira, em Parnaíba, realizou uma visita aos assentamentos Lagoa do Prado e Canaã, no último domingo (17). O intuito da visita é coletar informações para a elaboração de um diagnóstico para melhorar a produção agrícola e a criação de animais dessas comunidades.

O encontro aconteceu na residência do seu Vilmar (o Gaúcho), onde o núcleo já estabeleceu contato e mantém visitas sistemáticas. Na roda de conversa, vários assuntos foram debatidos, com a participação dos moradores dos assentamentos, como relatos sobre plantios e cultivos que já desenvolvem no local.

Atualmente o Nea/Cajuí desenvolve suas atividades em três assentamentos da planície litorânea Lagoa do Prado, Canaã e Cajueiro. Os três passam por avaliação de cenário para obtenção de diagnóstico, nesta fase são observadas as técnicas utilizadas no cultivo e na criação de animais e também a interferência de outras instituições, como a UESPI, a Universidade Federal do Piauí (UFPI), o Instituto Federal do Piauí (IFPI) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA).

Extensionistas do grupo Nea/Cajuí se reúnem com moradores do assentamento Canaã
Para o Coordenador do Nea/Cajuí, Valdinar Bezerra, a realização do trabalho extensionista só consegue êxito quando a comunidade aceita as interferências propostas pelo grupo. “Esses contatos com as comunidades foram bem positivos, principalmente no assentamento Canaã e Lagoa do Prado. A comunidade deu um retorno positivo para a gente, se mostrando interessada a dar continuidade as atividades”, afirma.

O Projeto
O Nea/Cajuí leva atividades de extensão de cunho agroecológico em comunidades rurais de pequenos agricultores. A metodologia empregada busca levar conhecimentos técnicos a pequenos produtores rurais. São promovidas atividades teóricas e práticas.

Os trabalhos de extensão do Nea/Cajuí tiveram início no ano de 2010 através da iniciativa de discentes do curso de Agronomia da UESPI, bem como dos professores da instituição e pesquisadores da Embrapa Meio Norte, visando atender comunidades assentadas na região Norte do Piauí.

Fonte: UESPI | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário