quinta-feira, novembro 23, 2017

Tornozeleira ajudou a identificar suspeito de matar agente penitenciário

Suspeito o Coordenador de Disciplina da Penitenciária de Parnaíba já possui passagens pela Polícia por homicídio e assalto e estava em liberdade com uso de tornozeleira eletrônica. Crime ocorreu na noite desta quarta-feira (22), em Parnaíba.
Isaías e sua companheira foram presos e encaminhados a Central de Flagrantes.
Foi preso, no início da tarde desta quinta-feira (23), um homem, identificado como Isaías Lima dos Santos, suspeito de ser o autor do homicídio do coordenador da Penitenciária Mista de Parnaíba, José Silvino da Silva. A informação é do titular da Delegacia Regional de Parnaíba, o delegado Eduardo Aquino.

O suspeito foi preso por equipes da Polícia Civil na sua residência, localizada no bairro São Vicente de Paulo, em Parnaíba. Segundo o delegado Eduardo Aquino, o mandado de prisão temporária, expedido pela juíza da 1ª Vara Criminal de Parnaíba, foi pedido após a Polícia Civil juntar elementos que comprovassem a participação de Isaías no crime. “Nós temos fortes indícios de que esse indivíduo é o executor”, afirma o delegado Eduardo Aquino.
A vítima foi morta com três tiros no rosto, e nenhum pertence foi levado pelo criminoso. (Foto: Reprodução)
De acordo com o delegado, o suspeito, que nega envolvimento no crime, já possui passagens pela Polícia por homicídio e roubo e está em liberdade há aproximadamente um ano. Além disso, Isaías também é monitorado através do uso de tornozeleira eletrônica. A Polícia Civil agora investiga qual teria sido a motivação e se outras pessoas estariam envolvidas no homicídio.

Matérias relacionadas:

Isaías Santos nega ser o autor do crime e disse que esteve no local comprando ração pouco antes do assassinato. Na oportunidade pediu que quem o viu testemunhasse a seu favor. Admitiu ainda que já foi preso por homicídio qualificado e roubo e dispõe de uma tornozeleira. E foi através deste equipamento que os policiais chegaram até ele.
Isaías Lima dos Santos, acusado de executar o Agente Penitenciário José Silvino da Silva
“Ele nega a participação, porém não é o que corroboram os autos. Nós já temos elementos suficientes para pedir a conversão da prisão temporária em prisão preventiva e até indiciá-lo”, destaca o delegado Eduardo Aquino. 

O acusado, juntamente com a sua companheira, foi levado para a Central de Flagrantes onde as investigações continuam. O delegado Eduardo Aquino disse que uma testemunha reconheceu Isaías como sendo um dos envolvidos no crime.
Sobre a suspeita de que a vítima teria recebido ameaças de morte antes do crime, o delegado afirma que não há confirmação dessa informação. “O crime aconteceu há menos de 24 horas, as diligências foram realizadas no sentido de capturar os indivíduos, não tivemos tempo de aprofundar a investigação e tomar conhecimento da motivação”, finaliza o delegado, acrescentando que o crime tem características de execução, tendo em vista que a vítima foi morta com três tiros no rosto, e nenhum pertence foi levado pelo criminoso.

Entenda o caso
Um agente penitenciário, de nome José Silvino da Silva, foi assassinado com quatro tiros dentro de seu estabelecimento comercial no conjunto Joaz Sousa, em Parnaíba, na noite desta terça-feira (22). A vítima estava na companhia de um funcionário do comércio quando dois homens em uma motocicleta estacionaram na porta, adentraram no local e perguntaram quem era Silvino. Logo em seguida, um deles atirou uma vez contra o agente, que caiu e, já no chão, foi atingido por mais três disparos.

Jornal da Parnaíba com informações do Portal O Dia
Postar um comentário