sábado, abril 08, 2017

TJD-PI só vai julgar ação contra o Parnahyba depois da Semana Santa

Ação do Flamengo tenta tirar título do primeiro turno Parnahyba. TJD-PI recebeu a  denúncia do Flamengo contra o Parnahyba. É só o começo da novela e gera insegurança para o clubes.

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde
A novela dos cartões amarelos do Campeonato Piauiense, que parecia ter terminado em 2016, ganhou uma nova temporada em 2017. O Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) aceitou, ontem, a denúncia do Flamengo contra o Parnahyba, por suposta escalação irregular do atacante Fabiano na semifinal do 1º Turno. O caso deve ser pautado para depois da Semana Santa.

O regulamento cita que o jogador que tomar dois cartões amarelos na mesma partida e for expulso, terá o cartão amarelo anulado. O Flamengo alega que o texto deveria citar "os cartões amarelos" para que as duas punições do jogo fossem anuladas. Com isso, Fabiano teria de ter cumprido a punição na semifinal, e não na decisão do turno, contra o Altos - como de fato ocorreu.

O problema é que o Parnahyba e outros clubes seguem o que a própria Federação de Futebol do Piauí (FFP) informa a eles em um sistema que registra os cartões aplicados. O clube do litoral já obteve da entidade um documento que atesta que não havia irregularidade na escalação de Fabiano, Mas a insegurança gerada pelo processo fez o River evitar a escalação do volante Amarildo na quarta-feira, contra Picos.

Em entrevista ao Acorda Piauí desta sexta-feira (7), o presidente do TJD-PI, Luciano Benigno, explicou que o acolhimento da denúncia não significa que já existe decisão tomada sobre o caso. 

- O procurador ele jamais emite qualquer juízo de julgamento. Apenas o juízo de valor em que ele entende que há indícios mínimos de infração. 

Luciano Benigno disse ainda que o TJD pode dar celeridade ao caso, dada a importância. A previsão é de que após a Semana Santa o processo possa entrar em pauta.

Ouça a entrevista na íntegra: https://soundcloud.com/cidadeverde/entrevista-luciano-benigno-acorda-piaui-07-04-2017\

Por: Fábio Lima/Cidade Verde | Jornal da Parnaíba 
Postar um comentário