segunda-feira, abril 03, 2017

Por suposta escalação irregular, Fla-PI quer anulação de semi com Parnahyba

De acordo com entendimento do Fla-PI, Fabiano jogou semi pelo Parnahyba de forma irregular (Foto: Renan Morais)
O Flamengo-PI parece disposto a ir à última instância da esfera jurídica para voltar a disputar o título do primeiro turno do Campeonato Piauiense. O presidente Tiago Vasconcelos declarou, nesta segunda, que deve protocolar denúncia na Federação de Futebol do Piauí alegando que o Parnahyba, adversário na semifinal, teria atuado com o atacante Fabiano de forma irregular. Veja no vídeo acima. De acordo com o entendimento rubro-negro, o camisa 9 azulino teria que ter cumprido suspensão automática no mata-mata. Contudo, a diretoria do Tubarão contesta a acusação dizendo que o clube cumpriu com rigor o que determina o regulamento.

O presidente do Leão falou ao jornalista João Eudes Ramos, o Bolinha, no Bom Dia Piauí, que o caso se enquadra no Artigo 24 do Regulamento do Estadual, que trata sobre acúmulo de cartões amarelos. 
- Pelo regulamento da competição, baseado no Artigo 24, parágrafo 2º, o Parnahyba escalou um jogador irregular na semifinal contra o Flamengo-PI. Segundo o regulamento, quando um atleta toma dois amarelos e consequentemente é expulso, o segundo amarelo não conta para o acúmulo dos três cartões, mas o primeiro conta – alegou o dirigente rubro-negro.

Atacante do Parnahyba, Fabiano recebeu o primeiro cartão amarelo no campeonato dia 18 de fevereiro, na terceira rodada do turno, na partida Picos 1 x 3 Parnahyba, disputado na Cidade Modelo. Na rodada seguinte, o jogador recebeu dois cartões amarelos no duelo com o Piauí e, em seguida, o vermelho. Por conta da expulsão, o camisa 9 cumpriu suspensão automática na 5ª rodada.

Depois de cumprido o gancho, Fabiano voltou a jogar e foi novamente punido com um cartão amarelo, mas na 7ª rodada, no jogo entre Parnahyba e Flamengo-PI, no litoral. De acordo com o Leão, o jogador teria acumulado, nesta ocasião, o terceiro cartão amarelo na temporada e que forçaria uma nova suspensão. Contudo, Fabiano foiescalado na semifinal – jogo seguinte – diante do próprio Flamengo-PI, em Teresina.

- No jogo Picos x Parnahyba, ele tomou um cartão amarelo. No jogo Parnahyba x Piauí, ele tomou dois amarelos, como o primeiro conta, então dão dois. Na última rodada do primeiro turno, Parnahyba x Flamengo-PI, ele tomou outro amarelo. Então, são três amarelos. Ele não poderia jogar a semifinal – computou Vasconcelos. 
Regulamento do Campeonato Piauiense sobre acúmulo de cartões amarelos (Foto: Reprodução/FFP)
- Se ele jogou e fosse fase de classificação, o Parnahyba perderia seis pontos. Final, aconteceria como foi no ano passado: o Altos ganhou o jogo, mas o River-PI foi campeão por conta dessa irregularidade. E em uma semifinal, o que diz o regulamento é que o Parnahyba seria eliminado e a final do turno teria que ser entre Altos e Flamengo-PI – pontuou. 

Procurado pela reportagem, o presidente do Parnahyba, Batista Filho, encarou com extrema tranquilidade a notícia. O dirigente azulino defendeu que o clube seguiu o regulamento do torneio e ainda explicou que existes outros mecanismos de controle de cartões para os clubes no Piauí. 

- Hoje até o sistema da federação aponta quem está irregular. Não tem como. Ele botou só o que interessa a ele. Mas ele não leu o parágrafo primeiro do artigo. Ele está pedindo algo que não existe. O regulamento é muito claro. Se ele tivesse recebido uma amarelo e um vermelho direto, ele continuaria com o cartão. Mas ele recebeu dois amarelos e depois um vermelho, acaba não acumulando. Falei com o pessoal da FFP e do TJD-PI e todos entendem o mesmo que eu. O Flamengo-PI está completamente errado – declarou Batista Filho. 

Fonte: G1 | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário