segunda-feira, setembro 12, 2016

Corpo de mulher com vestígio de abuso sexual é encontrado em matagal

Parnaíba: Um corpo de mulher em estado de putrefação foi encontrado nas primeiras horas desta segunda-feira em matagal com vestígios de abuso sexual.
O IML fez o recolhimento do corpo e aguarda por familiares para o reconhecimento.
Na manhã desta segunda-feira (12/09) o corpo de uma mulher não identificada em estado de decomposição foi encontrado na Rua Nossa Senhora das Dores Bairro Dirceu Arcoverde em Parnaíba (PI). A Polícia Militar foi acionada por volta das 6h30min e isolou o local.

O corpo estava com uma blusa regata do personagem infantil “Taz Mania” e tem uma tatuagem com três estrelas na perna direita e uma no pulso da mão direita com o nome Rafael; ainda no local estavam uma bermuda azul e uma sacola com roupas. Havia sinais de pancadas na cabeça, especialmente no rosto, o que segundo os peritos pode ser um indício de crime passional, vez que vítimas desse tipo de crime recebem muitas pancadas na face. Um pedaço de estaca foi encontrado na cena do crime, o qual pode ter sido usado para golpear a vítima na cabeça. Peritos do Instituto de Criminalística do IML recolheram o objeto para ser examinado. Pelo avançado estado de decomposição a perícia presumiu que mulher teria sido morta há pelo menos quatro dias.


O matagal é usado para uso de drogas e prostituição
O cadáver estava a cerca de 100 metros da rua de acesso ao antigo Sítio do Tio Luís próximo ao Hospital Dirceu Arcoverde. Segundo populares o matagal é usado por drogados e bandidos. Motoqueiros e às vezes pessoas de carro se utilizam do local para prostituição e uso de drogas.

No local foram encontrados colchão e roupas femininas. Até o fim da edição desta nota o corpo não tinha sido identificado e encontrava-se no IML aguardando ser reclamado por algum familiar.

Existe a possibilidade de outras mulheres terem sido abusadas no local que tudo indica ser área privada.

A polícia trabalha também com a hipótese de crime passional, mas só após as investigações é que tudo ficará esclarecido. Até o momento a polícia não tem pistas de quem teria cometido o crime.
Pedaço de estaca pode ter sido usado para golpear a cabeça da vítima.
Com informações adicionais do Blog do Pessoa
Postar um comentário