quarta-feira, dezembro 05, 2018

Superintendente de Cultura de Parnaíba teme ser vítima de latrocínio em sua própria casa


Depois de terceiro arrombamento de sua casa na Rua Conde d’Eu em uma semana, Albert Piauhy diz temer ser assassinado por ladrões em sua casa no centro histórico de Parnaíba.
Albert Piauhy, superintendente de cultura de Parnaíba (PI)
A casa onde mora o artista plástico e atual superintendente de Cultura, Albert Piauhy, na Rua Conde D’Eu, centro histórico de Parnaíba, foi arrombada pela terceira vez em apenas uma semana quando os ladrões levaram o botijão de gás.

Albert está vivendo com muito medo, já tendo registrado boletins de ocorrência na delegacia, mas culpa a polícia, que segundo ele, apenas trabalha de segunda a sexta-feira. “Um prisioneiro em minha casa. Eu agora sou cliente dos bandidos”, disse.
O superintendente de Cultura de Parnaíba acrescentou que quando vai dormir fica trancado num quarto deixando para os bandidos levarem o resto dos objetos do que ainda tem dentro de casa. “Fico com medo de ir ao banheiro ou beber água, pois posso ser assassinado”, reclamou.

Os comerciantes e os poucos moradores da região compreendida entre as ruas Conde D’Eu e Duque de Caxias há muito tempo vêm reclamando da insegurança desde quando a prefeitura instalou um abrigo para moradores de rua no mesmo prédio do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Parnaíba.
O próprio IHGGP foi arrombado mais de dez vezes e seu acervo destruído. O presidente Reginaldo Pereira do Nascimento Júnior registrou boletins de ocorrência na delegacia, mas a polícia nunca prendeu um suspeito, embora todas as evidências mostrem se tratar de pessoas que vivem no Centro Pop, da SEDESC.

Jornal da Parnaíba com informações do Blog do B Silva
Postar um comentário