domingo, dezembro 09, 2018

Governo prevê 400 cargos na Universidade do Delta em 2019

A União poderá contratar até 40.632 servidores por concurso público.
Mesmo com o anúncio do Ministério do Planejamento em agosto que a proposta orçamentária não prevê concursos para o ano que vem, o projeto de lei orçamentária anual (PLOA 2019) em discussão no Congresso Nacional voltou a projetar a criação de novos cargos na estrutura do Poder Executivo. Nisso, a União pode contratar até 40.632 servidores por concurso público em 2019 para ocupar cargos que já existem e estão vagos ou para substituir terceirizados.

No que se refere a criação de cargos, a projeção abrange em maioria as instituições de ensino superior autorizadas neste ano, como é o caso da Universidade do Delta do Parnaíba, no litoral piauiense. Assim, a PLOA 2019 projeto a abertura de até 400 cargos. O efetivo provimento dependerá da capacidade financeira da União no ano que vem.

Para comportar a despesa com os novos cargos, o investimento chegaria a R$ 14,9 milhões na Universidade do Delta do Parnaíba. A instituição teve a criação sancionada em abril pelo presidente da República Michel Temer (MDB), o texto original foi enviado ao Congresso pela então presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016.

A Universidade do Delta será criada no campus que hoje pertence à Universidade Federal do Piauí (UFPI), na região de Parnaíba. A nova universidade será integrada pelo desmembramento do campus da Ufpi, com a transferência automática dos cursos de todos os níveis e dos alunos regularmente matriculados, assim como os cargos ocupados e vagos do quadro de pessoal da universidade original e todo o patrimônio.

Ao todo, o custo anual da nova universidade, estimado pelo governo, será de R$ 13,5 milhões, com sede em Parnaíba, de modo que a expectativa é que seja composta por 221 cargos efetivos de técnicos-administrativos em educação, 47 cargos de direção, 265 funções gratificadas e oito funções comissionadas de coordenação de curso para a nova Universidade.

Por Francy Teixeira/MN | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário