domingo, dezembro 16, 2018

Cadáveres sem identificação estão apodrecendo no IML de Parnaíba

Como a geladeira encontra-se com defeito, os corpos não reclamados pelos familiares deverão ser sepultados como indigentes.
Mulher aparentando ter mais de 35 ano encontrada em estado grave no povoado Santa Helena na zona rural de Buriti dos Lopes com suspeita de atropelamento. Ela foi socorrida pelo Samu e encaminhada ao Heda de Parnaíba onde faleceu.
A situação no Instituto Médico Legal de Parnaíba (IML), está insustentável. Dois corpos, sendo um de um homem e outro de uma mulher, que vieram a óbito na quarta-feira (12) passada e que ainda não foram identificados, estão apodrecendo no IML (Instituto Médico Legal) de Parnaíba por falta de geladeira.

A geladeira do Instituto destinada a refrigeração e conservação dos corpos está há mais de um ano sem funcionar e, diante da situação dos dois corpos indigentes, o odor insuportável dos cadáveres já está fazendo mal aos funcionários e as pessoas que residem vizinhos ao IML. 
O fato tem ocorrido com frequência, sem a intervenção ou solução por parte do Governo do Estado, responsável pelo órgão.

Jornal da Parnaíba com informações do Blog do Pessoa
Postar um comentário