domingo, novembro 11, 2018

Secretaria das Cidades licitou quase R$ 90 milhões em calçamentos

Exclusivo: Valores Exorbitantes - Secretaria das Cidades licitou quase R$ 90 milhões em pavimentação em paralelepípedo.
Ex-secretário das Cidades, Fábio Xavier: ele saiu e deixou o irmão.
Pasta que tem como Manda-Chuva o secretário Fábio Xavier entra para o rol de órgãos públicos que têm se engraçado desse tipo de obra.

Reduto familiar: de irmão para irmão - Fábio Xavier saiu da pasta para ser candidato a deputado estadual e deixou o irmão Gustavo Xavier

Uma verdadeira máquina. Gasto quase bilionário 
Operador, ou melhor, gestor por um longo período da pasta da Secretaria das Cidades, como mandatário-mor, Fábio Xavier, ao que parece, está nas nuvens. A ele foram disponibilizados muitos recursos segundo dados repassados ao Blog Bastidores, do 180, e que deverá endossar as suspeitas já existentes nos órgãos de controle, visto que os gastos com esse tipo de obra - que tem obtido fama nos últimos anos, após as também já famosas e suspeitas estradas vicinais terem dado muito à vista -, ganharam dimensões que chegariam próximo à casa do bilhão de reais se for somadas as cifras de todas as pastas responsáveis por esse tipo de infraestrutura.

Os números, só da Secretaria das Cidades, que foram encaminhados ao Blog Bastidores são impressionantes. Algo em torno de R$ 86 milhões destinados a esse tipo de obra foram licitados para beneficiar dezenas e dezenas de municípios de norte a sul do estado, leste a oeste do território piauiense. Em sendo realizadas tais obras, em sendo correta a aplicação dos recursos, mal algum não há. Uma questão de 'prioridade' do gestor apenas. As obras são pulverizadas e abrangem uma infinidade de pequenas localidades.

Mas o que está a permear a mente e o ideário de quem é responsável por exercer o controle dos gastos públicos é: por que tantas pastas fazem esse tipo de obra? Por que tantas suspeitas e denúncias de superposição, como já evidenciadas em matérias já divulgadas pelo 180? São eleitoreiras tais obras? Os recursos estão sendo corretamente aplicados ou têm outros fins?

O certo é que assim como ocorreu com as estradas vicinais em 2014 e que levou inúmeros gestores, engenheiros e empreiteiros a serem amplamente investigados por desvios de recursos públicos, as autoridades estão novamente a desconfiar desse tipo de pavimentação, sendo as cifras aplicadas oriundas de recursos federais ou do tesouro estadual, e até de emendas parlamentares.

A SECRETARIA DAS CIDADES, SEUS PROJETOS E FAMILIARES
O novo administrador, Gustavo Xavier (Foto: Divulgação, YHM)
No caso específico da Secretaria das Cidades, observa-se que logo depois do escândalo do Caso IDEPI, com estradas vicinais, ela vem se dedicando à pavimentação em paralelepípedo.

Sendo que os gastos seguem em volumes milionários no total exato de R$ 86.764.469,15.
__________________________________________
Esse montante totaliza a soma dos seguintes anos:
2016: R$ 38.166.189,85
2017: 40.094.824,49
2018: R$ 8.503.454,81 (antes do período eleitoral)
________________________________
TEM ESTRUTURA PARA FISCALIZAR?
O 180 divulga abaixo o relatório feito por fonte e repassado ao Blog Bastidores, onde evidencia os valores das pavimentações de forma individualizada, a cidade que teria sido beneficiada, e a respectiva data da licitação.

As informações constantes dos papéis dão como certos os pagamentos e informam que foram pagos com recursos de "empréstimo", denotando que tais cifras seriam federais.

As dúvidas:
A pasta tem estrutura para fiscalizar todas essas obras? Vinha fiscalizando?
A rede de controle, diante da pulverização quase bilionária de recursos, através de várias pastas, para esse tipo de obra, tem como fiscalizar a correta aplicação de toda a cifra empreendida?
As obras têm estrito interesse público?
Como estão sendo priorizadas as cidades e comunidades visto que quase uma dezena de pastas está a tocar obras de pavimentação em paralelepípedo?
Visitadas, todas essas obras existem?
Isso é o mínimo a ser questionado para que o cidadão pudesse obter as respectivas respostas.
__________________________________________
CONFIRA A SEGUIR O LEVANTAMENTO COM TODAS AS INFORMAÇÕES DOS ÚLTIMOS TRÊS ANOS






Por Rômulo Rocha/Blog Bastidores/180graus | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário