quinta-feira, novembro 29, 2018

Depois de Sobral, Coral da Cidade de Parnaíba se apresenta em Teresina

O Coral da Cidade de Parnaíba fará apresentação no Palácio da Música no projeto Concertos Matinais.
Atravessando o sertão, enfrentando o calor, um grupo de jovens que compõem o Coral da Cidade de Parnaíba tem levado o canto para além da sua cidade. E um dos lugares que eles resolveram ir foi a cidade de Sobral, no Ceará, onde participaram, recentemente, do Festival Cantares.

“Este festival é de suma importância para a música coral no Brasil, divulgando grupos do Nordeste. Assim que fomos convidados ao festival, reunimo-nos em busca de recursos. Bazares, bingos e feijoadas foram realizados para pagar as passagens. Tudo com muito sacrifício que geraram excelentes resultados. Conseguimos o que queríamos. Levamos quase todos os integrantes, e os que não viajaram foi porque estavam doentes. Levamos na bagagem quatro obras para coral a quatro vozes”, relembra Beetholven Cunha , regente do coral.


A experiência foi tão proveitosa e cheia de muitos desafios, afinal, até então eles nem recursos para irem tinham, e conseguiram. E foi essa força de vontade em querer levar a frente esse projeto e dividir com os outros essa experiência que o grupo está mais uma vez saindo de sua zona de conforto, a cidade de Parnaíba, e irá pegar novamente a estrada.

No repertório ‘Cio da Terra’, de Chico Buarque e Milton Nascimento, com arranjo de Ana Yara Campos; ‘Rosa Amarela’, de Heitor Villa-Lobos; ‘Peixe Vivo que faz parte da obra do Beetholven, da composição Ciclo Brasileiro; ‘A Velha Estação’ do livro 2 das Sete Canções de um lugar’, composto também por Cunha.

“Devo dizer que Parnaíba tem muito que se orgulhar do seu coral. Levamos a emoção de um repertório bem elaborado para muitos que nem sabiam da existência da música coral em Parnaíba. Fomos muito aplaudidos. Todo o sacrifício valeu a pena. O repertório que levamos era simultaneamente tradicional e autoral, fazendo todo o diferencial nesta apresentação”, completa Beetholven.

Na cidade de Sobral, o coral se apresentou no Teatro São João. Construído no final do século XIX, não é um teatro de grandes proporções, mas impressiona imensamente o estilo e forma desta casa dedicada a pequenos concertos e recitais. “Um belo teatro dedicado a arte das musas. Foram seis corais a se apresentar. Eram corais numa maioria comunitários e universitários. Corais de musical que fizeram belas performances. Corais com arranjos populares.

Todos bonitos e afinados. Participar de festivais ou encontro de corais sempre nos ajuda a sabermos onde estamos e onde devemos chegar”.

No final do ano, o coral está preparando uma programação de natal que irá acontecer na cidade de Parnaíba, além de outros cidades próximas. E os projetos não param por aí. A ideia, segundo Beetholven Cunha, é levá-lo para o Festival Internacional de Corais em Vinhedo, São Paulo. “Há alguns anos estive lá com o coral infantojuvenil Trauteando, da cidade de Água Branca. Estamos aguardando a seleção”.

O Coral da cidade de Parnaíba foi convidado ainda para se apresentar em Teresina no dia 2 de dezembro, no Palácio da Música, dentro do projeto.

Por Liliane Pedrosa/MN | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário