segunda-feira, setembro 17, 2018

Oposição se une e divulga manifesto contra a atual gestão do Governo

Em decorrência das graves denúncias divulgadas pelo Ministério Público e Polícias Federal e Civil contra o atual Governo do Estado, onde vários órgãos são alvos de investigação dos Ministérios Públicos, Tribunais de Contas e forças policiais, líderes da oposição realizaram nesta segunda-feira (17), um ato suprapartidário com Manifesto em Defesa do Piauí. Articulado pelo candidato ao Governo Elmano Férrer (Podemos), o manifesto foi assinado pelos candidatos Dr. Pessoa (Solidariedade), Luciano Nunes (PSDB), Valter Alencar (PSC), Fábio Sérvio (PSL) e Romualdo Seno (DC).

 “Estamos aqui representando a indignação de todos nós, não como interesse político, mas exteriorizando neste manifesto a insegurança e o reclamo da sociedade. Eu considero este como um dos mais graves momentos da história política administrativa que esse Estado já passou. As impulsões dos órgãos de controle já estão expressas em formas de denúncias e apurações que aí estão em diversos órgãos. Queremos uma ação efetiva contra toda corrupção que se encontra não só no Piauí, mas o país como um todo”, declarou o articulador do ato, candidato Elmano Férrer.
Dr. Pessoa afirmou que as pesquisas a governador do Estado são manipuladas e que os fatos não condizem com a realidade. “As pesquisas não dizem o que de fato o povo nas ruas querem. Aqui é um ato pelo cidadão e pelo Piauí, se nós não erguemos os olhos e atitudes o Piauí ficará pior que a Venezuela. Nós precisamos de novos gestores e expulsar esses que há tanto tempo destroem um estado e país”, destacou.

Para Romualdo Seno, a oposição precisa se unir para renovar a classe política do Piauí. “Nós temos que ter a consciência da renovação e verificar que esse partido do governo tem em sua ficha como um dos mais corruptos da história do Brasil. Precisamos começar do zero e não reeleger ninguém que está no poder atualmente, porque o povo está cansado de ser enganado”, disse.

Fábio Sérvio reconheceu o ato como histórico para o estado do Piauí e pediu maior atenção e rigor dos órgãos públicos nas investigações. “Isso resume o sentimento do povo do Piauí, em relação ao atual Governo. Independente do projeto de Governo que cada um apresenta, abrimos um pouco a mão de algo individual e pensamos no coletivo. Nas ruas, as pessoas estão pedindo mudança. Hora de salvar a verdade”, analisou.

Luciano Nunes afirmou que Piauí está quebrado, porque está bancando um projeto de poder. “É isso que está em curso em todas as ações, etapas. Fatiamento do Governo. O Piauí está quebrado. Por isso, cumprimento todos os candidatos de oposição, pois colocaram seu interesse, seu projeto de governo um pouco de lado, em prol de uma bandeira maior, que é o povo do Piauí”, destacou.
Finalizando o ato público, o candidato Valter Alencar ressaltou a situação de desmonte da atual administração estadual. E lembrou do risco que os servidores públicos estão correndo de não receber os pagamentos em dia. “O fundo de participação acaba de ser bloqueado trazendo um novo momento de caos a qualquer cidadão. Não haverá pagamento de 13° e essa é uma realidade para esses que estão querendo o poder a qualquer custo. Nós não podemos continuar a aceitar essa situação calados, não é esse o Piauí que queremos. Precisamos ter fé na renovação”, afirmou.

Da redação do Jornal da Parnaíba
Postar um comentário