domingo, setembro 16, 2018

Falta de estrutura da PM em Parnaíba compromete a segurança dos cidadãos

Parnaíba é uma cidade amedrontada: medo e violência sem limites.
O 2º BPM ‘Major Osmar’ de Parnaíba conta apenas com 03 motocicletas para realização de rondas ostensivas. Estes veículos só podem rodar até às 21hs, para não aparecer problemas mecânicos e o município não correr riscos de ficar sem motopatrulhamento, o que seria ainda mais desastroso.

A Central de Flagrantes, recentemente reformada, só possui duas algemas para uma grande quantidade de presos provisórios da justiça, que diariamente são levados à audiência de custódia.

A semana passada, os agentes tiveram que fechar portas no corredor do cartório criminal para interrogatório de preso de alta periculosidade, pois as duas únicas algemas daquela distrital estavam sendo usadas em pulsos de encarcerados da justiça durante audiência de custódia.

Todos os PPO`s (Posto de Policiamento Ostensivo) estão fechados por falta de contingente policial. As viaturas além da pequena quantidade as que existem estão em estado precário de conservação. A cota de combustível para o 2º BPM é insuficiente para garantir a permanência das viaturas nas ruas o tempo todo.

Tudo isso contribuiu decisivamente para o aumento da criminalidade. Às famílias não podem mais sentar na porta de suas residências por conta dos constantes assaltos. Segundo informações, atualmente, cerca de 20 duplas motorizadas realizam roubos na cidade de Parnaíba. Sem falar nos bandidos que andam a pé e de bicicletas.


Jornal da Parnaíba com informações do Portal do Catita
Postar um comentário