terça-feira, agosto 28, 2018

Pacientes do Heda relatam momentos de terror durante assalto

Pacientes e companhantes foram assaltados dentro da enfermaria do Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba.

A falta de segurança em Parnaíba está totalmente fora de controle e a bandidagem não respeita nem mesmo os doentes. Ontem à noite (27), o terror tomou conta do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), quando de acordo com testemunhas, quatro bandidos pularam o muro dos fundos do hospital e levaram quatro celulares de pacientes e acompanhantes.
Jovem relata o ocorrido. Por estar de acompanhante dentro do hospital, ela pediu para não ter a identidade revelada.
A direção da unidade de saúde nega que houve assalto, no entanto, a reportagem do blog O Piauí conversou com uma mulher que estava na Clínica Cirúrgica do hospital como acompanhante da esposa do primo dela e confirmou a informação. De acordo com ela, foi um pânico geral no corredor da clínica, pois os assaltantes estavam armados com faca e não há nenhum policiamento.
Muro do hospital, na Rua Salomão Pedro Alelaf, por onde bandidos teriam entrado (Imagem divulgação: Google Maps)
“Os ladrões estavam fazendo ronda aqui e não tem nenhum vigia. Os que têm ficam lá na frente e até eles chegarem aqui nos fundos, os bandidos já tem ido embora. A direção do hospital está negando, mas houve o assalto sim e as enfermeiras vieram nos quartos pedir pra gente fechar as portas e não sair de jeito nenhum. Foi uma correria total, isso é uma falta de respeito com os doentes. Está mais seguro dentro do presídio do que aqui dentro”, afirmou a fonte que pediu para não ter o nome revelado. 
Além da falta de segurança, o Heda enfrenta outros problemas crônicos como falta de leitos, filas gigantescas, falta de estrutura, de higiene e diversas outras reclamações da população. O mais curioso é que o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto (PT), é parnaibano e nem assim, conforme ressalta a população, tem lutado por melhorias no único hospital de grande porte da região. Seguindo a mesma linha de abandono de Florentino, o Capitão Fábio Abreu, deixou a segurança do Estado para concorrer nas eleições deste ano a deputado federal pelo Partido da República (PR). Fora o episódio de ontem, pacientes e acompanhantes relataram ainda que assaltos no Heda têm sido corriqueiros.
Fonte: O Piauí
Postar um comentário