sexta-feira, agosto 17, 2018

Leitura objetiva

O ano que não começou na rede estadual
Chegamos ao mês de agosto e ano letivo de 2018 praticamente ainda não começou para os alunos da rede estadual de ensino. Por conta da greve dos trabalhadores da educação tivemos apenas alguns dias de aula no primeiro semestre. A categoria está em greve e reivindica o que foi acordado judicialmente, o reajuste de 6,81% para os professores (ativos, aposentados e pensionistas) e para os funcionários de escola o reajuste de 3,15% referente ao ano de 2017 e 3,95% referente ao ano de 2018. O governo diz que vai pagar em setembro, que cai na conta em outubro depois da eleição. Eu sei!

Sem transporte escolar
Os alunos da rede estadual continuam sem o transporte escolar tendo que usar o da rede municipal, gerando ônus aos municípios sem que haja uma contrapartida por parte do Estado, apesar do mesmo receber recursos federais destinados a este fim. O Diretor Administrativo da Secretaria Estadual de Educação, Sr. Ariné Cunha Bastos (foto ao lado), durante audiência pública na Câmara Municipal de Parnaíba no dia 9 de março deste ano se comprometeu em solucionar transporte público para alunos da rede estadual de ensino em Parnaíba, mas que até agora não foi cumprido. Corre que lá vem o pau-de-arara, ops, topique!

Denúncia de salários atrasados
Os servidores contratados que prestam serviço ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, inclusive médicos e enfermeiros, reclamam que o último salário recebido foi o de maio deste ano.  Segundo a reclamação do prestador de serviço enviada a nossa redação, até mesmo os efetivos também estão sem receber a produtividade dos meses de junho e julho. “Quero saber qual é a mágica que devo fazer para manter a minha família sem receber o salário do meu trabalho?”, diz a denúncia. Ah, com fome não dá! Saco vazio não se põe em pé!

Quando é que o Detran de Parnaíba vai entregar as CNH`s?
Fomos procurados na manhã desta sexta-feira (17) por um motociclista que queria denunciar o descaso que vem acontecendo na Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Parnaíba. Segundo o motociclista denunciante, já tem mais de três meses que ele pagou as taxas de renovação de seu Carteira Nacional de Habilitação (CNH), fez o exame de vista e sua carteira nunca ficou pronta. Ainda segundo o denunciante, como ele tem centenas de condutores que passam pelo mesmo problema, alguns até com mais tempo do que ele. Seu receio é ser parado pela Polícia Rodoviária Federal e ser multado. Rapaz, até pra arrecadar dinheiro o negócio está emperrado!

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Postar um comentário