quinta-feira, julho 12, 2018

Professores da rede estadual decidem pela continuação da greve

Em assembleia geral, servidores estaduais da educação reafirmam continuidade da greve e aprova calendário de mobilização.
Na manhã desta quarta-feira, 11, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do estado do Piauí realizou uma nova Assembleia com toda a categoria estadual para discutir o andamento da greve nas cidades do Piauí. A reunião aconteceu às 10h no Clube Social do SINTE-PI, onde a categoria e os dos núcleos regionais do Estado estiveram presentes, através dos funcionários de escolas e professores, e foram enfáticos em reafirmar a continuidade do movimento grevista.

A greve geral dos trabalhadores da educação completou nesta quarta-feira, 34 dias, com suas atividades paralisadas, na busca pelo cumprimento do Acordo Judicial de reajuste  salarial firmado junto ao Governo do Estado sob a mediação do Tribunal de Justiça (TJ) de 6,81% e 3,95% para docentes e  funcionários de escola, ativos, aposentados e pensionistas.

A presidente do Sinte-PI, professora Paulina Almeida destacou que “Temos feito e faremos muitas outras ações vitoriosas, grandiosas, mostrando a resistência e a força da classe trabalhadora na busca de uma escola pública de qualidade. O governo não está preocupado com a educação, a preocupação delindo, foca difícil”, frisou Paulina.

OS trabalhadores em educação aguardam a agora a decisão da Justiça, para poder garantir que o reajuste dos trabalhadores seja respeitado.

A categoria aprovou o seguinte calendário de mobilização:
- 12 e 13/07 – mobilização e panfletagem nas escolas, praças e mercados;
- 16/07 – 8h  – Marcha pela Educação com concentração no Teatro de Arena (Praça da Bandeira), pelas ruas do centro de Teresina, seguindo até p Palácio de Karnak e finalizando no IASPI.
- 17/07 – 9h – Assembleia Geral da categoria no Clube do Sinte.

Jornal da Parnaíba
Postar um comentário