sábado, maio 12, 2018

População reclama de atraso na obra de ponte em Parnaíba

A obra está paralisada e já dura aproximadamente 10 meses e vem prejudicando o turismo na Pedra do Sal, Delta do Parnaíba e do Porto das Barcas além do município de Ilha Grande e toda a comunidade da Ilha Grande de Santa Isabel.
O prazo estabelecido de 240 dias para a conclusão da reforma da Ponte Simplício Dias venceu no mês de março e a reforma não atingiu nem a metade dos trabalhos e para piorar a obra está parada há duas semanas por falta de recursos.
A reforma da ponte Simplício Dias que liga os municípios de Parnaíba e Ilha Grande já dura aproximadamente 10 meses e está causando transtornos a milhares de usuários devido a interdição parcial do único acesso viário que liga as cidades. O controle de acesso a ponte é feito por meio de um semáforo que segundo a população demora muito para abrir.

“Todo dia ficar aqui esperando horas e horas aqui, tem dia que passamos 30 minutos de espera aqui” afirmou um motorista que trafegava pelo local no momento da reportagem.
Semáforo para controlar o fluxo de veículos que está seno feito em apenas uma faixa da ponte Simplício Dias.
A obra foi iniciada em agosto de 2017 e o prazo de conclusão seria em até 240 dias. O projeto custou R$ 4.841.224,24 e na placa que é obrigatória informar os dados da obra e a data de termino, está cortada dificultando a visualização desta informação.

Os estacionamentos no entorno da ponte que eram usados por turistas que visitam o Porto das Barcas estão fechados, atrapalhando o turismo no local.

O vereador de Parnaíba, Carlson Pessoa disse que aguarda uma resposta do governo do estado sobre este problema. Ele fez um requerimento através da Câmara para que o governo providencie logo a conclusão da obra.

“Tem gente que trafega duas, quatro vezes ao dia para ir para o bairro Ilha Grande de Santa Isabel, para o município de Ilha grande, para o Porto dos Tatus, principal entrada para o Delta do Parnaíba e para Praia da Pedra do Sal. Já foi prejudicado o Réveillon e o Carnaval na praia da Pedra do Sal, prejudicando dezenas de restaurantes, bares, e vendedores ambulantes. Os piauienses precisam saber o transtorno que vem causando a reforma dessa ponte que vem sendo feita de forma lenta e preguiçosa”, relatou o vereador.

Fonte: Agora Meio Norte | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário