segunda-feira, maio 28, 2018

Monumento do Sesquicentenário da Independência do Piauí visto por cima

O Monumento do Sesquicentenário da Independência do Piauí, erigido pelo Governador Alberto Silva para homenagear os vultos da história que lutaram pela independência.
Monumento em homenagem ao sesquicentenário da independência do Piauí (Foto: PHB Drones)
O Monumento do Sesquicentenário da Independência do Piauí, conjunto de três prismas retangulares revestidos de placas de mármore que representam os três centros políticos do Piauí que lutaram pela independência: Parnaíba, Campo Maior e Oeiras e três vultos da história são destacados: Simplício Dias da Silva, João Cândido de Deus e Silva e Miranda Osório, localizado em frente ao colégio Diocesano na Avenida Capitão Claro, marco dos 150 anos da Independência do Piauí.

Construído e Inaugurado pelo governador, o parnaibano Alberto Tavares Silva, no dia 19 de outubro de 1972 em homenagem aos que sonharam, lutaram e sofreram pela Independência do Piauí e do Brasil, e que depois de lutas, inclusive com a única sangrenta registrada na história, a batalha do Jenipapo, se transformou em realidade. O monumento foi criado no período de grande ufanismo em todo o Brasil e de simpatia pela Revolução de 1964. 

A 19 de outubro de 1822 foi proclamada, em Parnaíba, por Simplício Dias da Silva, João Cândido de Deus e Silva, Domingos Dias, entre outros, a independência do Piauí e D. Pedro I aclamado imperador constitucional. O ato foi realizado na Praça da Graça em frente onde hoje é a Câmara Municipal de Parnaíba. Nessa data, é hoje comemorado o Dia do Piauí.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário