sexta-feira, maio 18, 2018

Delta do Parnaíba é preciosidade turística

Praia da Pedra do Sal, em Parnaíba, uma das mais belas do Delta do Parnaíba | Foto: PHB Drones
A cidade de Parnaíba, no Piauí, é a porta de entrada do Delta do Parnaíba (onde o rio encontra o mar), uma das preciosidades do turismo brasileiro. Único delta em mar aberto das Américas e o terceiro maior do mundo – atrás apenas dos rios Mekong (Vietnã) e Nilo (África) – é um arquipélago de 2,7 mil km² formado por mais de 70 ilhas. O Delta faz parte de um roteiro integrado chamado Rota das Emoções, composto ainda pelos Lençóis Maranhenses (MA) e Jericoacoara (CE).

O passeio pelo Delta começa no porto dos Tatus, em Ilha Grande, a 9 km de Parnaíba. É onde se encontram espelhos d’água, mangues, dunas, lagoas de água doce, fauna e flora, além de paisagens fantásticas. No final do dia, além de assistir ao por do sol na praia Pedra do Sal, a 20 minutos de carro do centro de Parnaíba, o visitante assiste à revoada dos guarás – espécie de ave de cor avermelhada – e um  espetáculo da natureza.
Restaurante Tempero da Ilha na Marina do Delta no Porto dos Tatus no município de Ilha Grande - PI. Foto: José Wilson/Jornal da Parnaíba
Um dos passeios mais famosos é o passeio pelo arquipélago, de lancha ou embarcações que levam até 60 pessoas, para apreciar animais silvestres e dunas. Uma lancha para cinco pessoas custa a partir de R$ 250 e o barco para 60 pessoas sai desde R$ 60 por visitante. Outro passeio é a Lagoa do Portinho, rodeada por dunas de areia branca, palmeiras e carnaúbas. Segundo a lenda, a lagoa surgiu das lágrimas da índia Macyrajara, que chorou por dias a morte do seu amor.

Um dos destinos mais procurados da região é a Ilha das Canárias, segunda maior do Delta do Parnaíba, que abriga um povoado de pescadores com mais de 2,5 mil habitantes. Área de preservação ambiental, a ilha faz parte da reserva extrativista marinha do Delta e sua população é distribuída em quatro povoados: Canárias, Passarinho, Torto e Caiçara. Neste local existem pousadas e restaurantes ideais para interessadas no ecoturismo e também aos turistas que gostam de apreciar a natureza.
Complexo Arquitetônico Porto das Barcas em Parnaíba | Foto: PHB Drones
Outra atração é a parte histórica de Parnaíba, principalmente o Porto das Barcas. No local há armazéns antigos construídos no início do século 20 para estocar babaçu e cera de carnaúba. Hoje as casinhas coloridas abrigam restaurantes, lojas, bares e pousadas. É um lugar perfeito para caminhadas.

Para se hospedar, o Delta oferece boas opções, como as pousadas Vila Parnaíba, Chalé Suíço e Hotel Pousada Parnamar que oferecem pacotes de R$ 96 a R$ 300 por pessoa. Parnaíba conta com aeroporto. Para ter acesso ao Delta, o trajeto segue cerca de 9 km pela PI-210 até o Porto dos Tatus, de onde saem lanchas e barcos com turistas.
Lagoa do Portinho em Parnaíba, um cartão postal do Delta do Parnaíba.
O Piauí também surpreende quem gosta de descobrir novos costumes e tradições. Nessa direção, a gastronomia local tem destaques como, carne de sol, galinha-d’angola e o prato denominado Maria Isabel, mistura de arroz com carne de sol em cubinhos e legumes. Vale, ainda, experimentar os doces da região, como a torta búlgara, feita com chocolate em pó, açúcar refinado, gema e manteiga. Sequilho com doce de leite e a pamonha são outras delícias típicas.

Por: Julia Natulini/Repórter Diário | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário