domingo, abril 22, 2018

Presidente da ACP se diz preocupado com situação Porto das Barcas

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Parnaíba, empresário Luiz Pessoa, disse que está preocupado com o futuro do complexo cultural Porto das Barcas. Falando ao jornal “Tribuna do Litoral”, ele lembrou que o governo do Estado prometeu uma coisa e está ocorrendo outra.
“O Porto das Barcas é tombado, faz parte do patrimônio histórico  da cidade histórico da cidade. Foi feito um projeto de reforma, que foi discutido como recuperação do museu Náutico. Nós da Associação Comercial e Industrial de Parnaíba não temos conhecimento da obra em execução. Só temos a acesso ao Auditório, que não foi incluído na obra”, salienta Pessoa.

Ele destaca ainda que a reforma é bem vinda para os parnaibanos. “É interessante porque ali é um ponto turístico, mas estamos vendo um atraso nas obras, que estão fora do prazo que foi estabelecido no edital”, frisa.
De acordo com Luiz Pessoa o governo do Estado cancelou o comodato que existia entre Associação Comercial e o Goerno, para realização da reforma. Mas, segundo ele, no local ainda existem pessoas morando lá e não foi tomada nenhuma providencia porque não tem nenhum tipo de gerenciamento. “A grande preocupação que os parnaibanos devem ter e também  a Associação deve ser em dar continuidade no gerenciamento. Como todos são testemunhas, o local não acabou e nem virou favela totalmente, graças à  Associação Comercial e Industrial de Parnaíba, que conduziu durante quase 15 anos, fazendo manutenção, desde a pintura, iluminação e a limpeza. Não deixamos pessoas usarem como moradia, até porque porque sempre tivemos uma relação boa com a segurança pública de Parnaíba, com Policia Militar, que sempre nos deu apoio. Continuo com a mesma preocupação e zelo pelo Ponto das Barcas”, destacou o presidente.

Ele também demonstrou preocupação com as obras que estão sendo feitas na Ponte Simplício Dias. “O entulhos da ponte ficaram em frente do nosso Ponto turístico. E que vem atrapalhando a referência, causando má impressão aos visitantes, que chegam ali e veem aquela área isolada.  Mas espero que aquele isolamento com tapumes seja por pouco tempo”, concluiu.
O Porto das Barcas que foi cedido à Associação Comercial de Parnaíba, no governo Wilson Martins, porém,  um decreto assinado pelo governador Wellington Dias (PT) e publicado no Diário Oficial do Estado,  dia 27 de julho de 2017 no Diário Oficial do Estado anulou o termo de cessão de uso pela Associação Comercial e Industrial de Parnaíba. 

Por:Camila Neto
Fonte:Jornal “Tribuna do Litoral”
Postar um comentário