terça-feira, abril 24, 2018

Miranda Osório em Parnaíba será transformado em Centro de Cursos

Valdeci Cavalcante se reúne com governador para tratar da obra de recurparaçao do antigo prédio Miranda Ozório no litoral.
Presidente da Fecomercio, Valdeci Cavalcante (Jorge Bastos)
Governo disponibilizará o prédio Miranda Ozório onde funcionou o curso de direito da UESPI em Parnaíba para implantação de escola de ensino de línguas e empreendedorismo; A previsão é de que em agosto o prédio esteja pronto para sediar a escola profissionalizante

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta segunda-feira (23), no Palácio de Karnak, com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Piauí (Fecomércio), Valdeci Cavalcante. O objetivo foi tratar sobre a qualificação de parnaibanos para a atuação em áreas relativas a hotelaria. 
Audiência com o presidente da Fecomercio, Valdeci Cavalcante (Jorge Bastos)
Um prédio em Parnaíba será disponibilizado pelo Governo do Estado para o ensino, principalmente, de línguas estrangeiras e empreendedorismo social. "Nosso litoral faz parte da rota das emoções e há a necessidade de ampliar a qualificação nessas áreas. A ideia é gerar empregos e preparar os profissionais locais para atuarem em todos os setores relacionados a hotelaria", destacou o governador Wellington Dias.

A previsão é de que em agosto o prédio esteja pronto para sediar a escola profissionalizante. "Esse projeto será realizado pela Fecomércio em parceria com o Sesc e Senac e será importante para a população, especialmente para os que querem ingressar ou crescer na área de hotelaria. Já ofertamos cursos básicos nessa área em Parnaíba e agora vamos avançar, ofertando um serviço mais qualificado a quem visita o nosso litoral", disse Valdeci Cavalcante.
Audiência com o presidente da Fecomercio, Valdeci Cavalcante (Jorge Bastos)
Ainda foi pauta da reunião, o porto de Luís Correia. "Em poucos dias a parte que liga a praia até o cais será asfaltada. A obra faz parte da construção do porto, que será pequeno, mas terá condições de atender ao turismo, à pesca e alguma carga trazida em embarcações de calado menor. Este será o ponto de partida para um médio e, em seguida, um grande porto", pontuou o presidente da Fecomércio.

Por: Lorenna Costa | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário