terça-feira, março 20, 2018

Sejus investiga se prisão de agentes está ligada a fuga em presídio de Parnaíba

Daniel Oliveira reafirmou que os acontecimentos se relacionam com a prisão da quadrilha no ano passado.
Secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira (Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com)
O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, informou nesta quarta-feira (20), que a fuga na Penitenciária de Parnaíba, ocorrida ontem, pode ter relação direta com a prisão de integrantes de uma quadrilha composta por alguns agentes penitenciários e servidores públicos, em 2017. A Polícia Civil está no caso junto com a Sejus.

De acordo com Daniel, alguns incidentes começaram a acontecer na penitenciária da cidade, como a morte do agente penitenciário José Silvino, depois que a quadrilha foi presa. Em entrevista ao Jornal do Piauí, da TV Cidade Verde, o secretário garantiu que as investigações estão sendo feitas para apurar sobre a participação de servidores públicos que envolvem os três casos.

"Na verdade nós prendemos em 2017 uma quadrilha de servidores públicos que facilitava em Parnaíba a entrada de drogas e de outros objetos ilícitos na penitenciária. Era formada por três agentes penitenciários e tinha também uma articulação fora (do presídio). Desse momento que atacamos o núcleo central dessa organização criminosa que atuava na região Norte, que tinha servidores públicos e outras ramificações, uma série de incidentes têm acontecido na penitenciaria de Parnaíba e o fato é que estamos investigando", esclareceu.

"Totalmente, tivemos essa prisões, tivemos também a morte de um agente penitenciário que denunciou esse esquema e que existiam outros servidores envolvidos na entrada de objetos ilícitos. O agente penitenciário Silvino foi morto recentemente e a Polícia Civil está investigando a conexão entre o homicídio dele e a denúncia. Porque ele ratificou esse fato, e entregou, digamos assim, outros agentes. Confirmou o que nós já estávamos investigando e estamos combatendo essas organizações criminosas que existem em atuação em algumas unidades prisionais".

De acordo com Daniel, a fuga em Parnaíba está ligada à morte do agente Silvino. "Porque a polícia tem conhecimento que a pessoa que fugiu e quem articulou essa fuga é também o detento cujas todas as investigações estão apontando ele também como responsável pela morte desse agente".

O secretário disse também os três incidentes já aconteceram apontando a participação da organização criminosa que atua dentro e fora do presídio. "E estamos estudando, analisando e vamos continuar combatendo as organizações criminosas sejam elas de presos, sejam de alguns bandidos travestidos de servidores públicos"

Ainda de acordo com Daniel, as investigações levam a crer que a quadrilha atua desde 2015, "Essa série de episódios que têm acontecido e os responsáveis serão apresentados à sociedade", garantiu.

Por: Lyza Freitas/Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário