domingo, março 11, 2018

Dr. Pessoa só irá para o Solidariedade se comandar o partido

Mão Santa, maior liderança do partido, pode ser empecilho para Dr. Pessoa se filiar ao Solidariedade.
O deputado estadual Dr. Pessoa está de saída do PSD depois de desentendimentos com o presidente da sigla, o deputado estadual Júlio César Lima. Com a abertura do prazo de 30 dias para os deputados com mandatos trocarem de partido, antes da eleição de outubro, ele busca uma nova legenda, mas tem encontrado dificuldades.

Depois da tentativa frustrada de ir para a Rede Sustentabilidade, o deputado conversa com lideranças do Solidariedade. O problema é que Dr. Pessoa quer o comando total do partido e enfrenta resistência do grupo político ligado ao prefeito de Parnaíba, Mão Santa, que é hoje a principal liderança do partido no Piauí.

Se for para o Solidariedade, dificilmente Dr. Pessoa terá a presidência da sigla. Hoje o partido é comandado por Flávio Nogueira que tem o apoio de Mão Santa. A oferta do partido é que ele terá total apoio para uma candidatura ao Palácio de Karnak. 

 Dr. Pessoa afirma que tomará uma decisão final sobre a mudança de partido na próxima semana. “Na próxima quinta-feira (15), eu devo anunciar minha decisão. Tenho conversado com as lideranças de alguns partidos. Mas nós já colocamos que só iremos se for para assumir a direção. Queremos ter o apoio total do partido. Já passei por uma experiência ruim e não quero repetir novamente”, afirmou.

Sem uma decisão ainda sobre o partido, Dr. Pessoa enfrenta ainda outra indefinição. Ele ainda não decidiu se será candidato a governador. É grande a pressão dos aliados para que ele saia candidato ao Senado Federal. O PSD chegou a convidar o deputado para ser candidato a deputado federal, mas ele 
descartou a possibilidade.

Por Lídia Brito/Cidade Vede | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário