quinta-feira, fevereiro 22, 2018

Sem transporte escolar, alunos da rede estadual podem deixar de estudar

"Se não tiver o transporte escolar elas vão ficar sem estudar”, lamentou a mãe.
Transporte escolar foi suspenso na Unidade Escolar Deputado Pinheiro Machado, em Cocal, Norte do Piauí. (Foto: Wenddel Veras / Blog do Coveiro)
Sem transporte escolar, famílias precisam pagar para alunos irem à escola; A Seduc informou que o problema é pontual. Alunos que moram na zona rural, cerca de 12 km de distância da escola, dizem que estão sem transporte escolar desde o segundo semestre de 2017.

Pais de alunos da rede estadual de ensino que moram na zona rural do município de Cocal, Norte do Piauí, estão se vendo obrigados a pagar para que os filhos tenham como ir assistir aula desde que o transporte escolar foi suspenso na Unidade Escolar Deputado Pinheiro Machado. A escola fica no centro da cidade, cerca de 12 km de distância, de onde pelo menos 30 estudantes moram.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou ao G1, por meio de nota, que o transporte escolar está funcionando normalmente para atender alunos da rede estadual de educação que necessitam do serviço, mas que existem problemas pontuais, como é o caso da Unidade Escolar Pinheiro Machado.

De acordo com os pais, o transporte escolar está suspenso desde o segundo semestre de 2017 e muitos tiveram que pagar por transporte particular para que os filhos pudessem concluir o ano letivo, como a trabalhadora rural Daniela de Brito, que teve que desembolsar R$ 480,00 para que a filha Nicele, de 17 anos, tivesse como ir para a escola.

Neste ano, Daniela está com duas filhas matriculadas na escola, uma no 1º e outra no 3º ano do ensino médio, e a responsável está preocupada com a situação. “Ano passado teve esse problema, só uma estudava lá. Pagamos durante quatro meses para que ela pudesse terminar, mas esse ano não tem condição de pagar para as duas irem", contou.

"Se não tiver o transporte escolar elas vão ficar sem estudar”, lamentou a mãe.

Daniela procurou a diretoria da escola para saber o motivo da suspensão do transporte. “O diretor me disse que o pagamento do transporte não havia sido feito. Eles dizem que talvez venha e nunca vem. Fico preocupada que isso prejudique o aprendizado das minhas filhas”, relatou a trabalhadora rural.
Conforme a Seduc, o transporte escolar para os alunos da zona rural de Cocal voltará a funcionar nos próximos dias.

Por Lucas Marreiros, G1 PI | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário