quarta-feira, janeiro 24, 2018

Transporte Público em Parnaíba vai utilizar Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Maurício Machado
O Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Maurício Machado, anunciou no último final de semana, que o transporte coletivo de Parnaíba vai implantar o sistema de bilhetagem eletrônica, uma modernização que já existe em quase todas as capitais brasileiras e nas cidades com mais de cem mil habitantes.  O sistema utiliza cartões dotados de um chip de memória e segurança, dispositivo onde ficam armazenados os créditos equivalentes ao número de passagens que o usuário adquirir. O cartão é recarregável, substitui o dinheiro, o passe escolar e o vale-transporte de papel.

De acordo com o secretário, a legislação de trânsito já previa essa inovação há alguns anos para o município. “Com esse objetivo esteve em Parnaíba,  explicando como funciona o sistema, um dos técnicos da empresa que opera com a bilhetagem eletrônica em Teresina”, disse.

A princípio, disse o secretário, está sendo feito um estudo para ver se há condições de se distribuir num primeiro momento cem mil cartões magnéticos, onde as empresas fariam a recarga para seus funcionários e aqueles  que comprovadamente forem estudantes terão também seus cartões recarregados com a meia passagem. Cada ônibus terá um equipamento que fará a leitura do cartão.

Ele esclareceu também que a implantação deste  sistema vai ficar a cargo da Cooperativa do Transporte Alternativo (Coopertranp), que vai arcar com todos os custos de implantação. “A cooperativa é quem vai distribuir os cartões e vai também ficará responsável pelos terminais de recarga, ou seja, vai administrar todo o sistema. Afinal, todos os recursos vão para a cooperativa”, explicou Maurício.

O Secretário finalizou dizendo que a implantação desse sistema não vai representar nenhum custo para a Prefeitura. Tudo será bancado pela cooperativa do transporte coletivo e cabe à Prefeitura apenas acompanhar a implantação do sistema e ajudar no que for possível em termos de fiscalização para que não haja problemas.

Jornal da Parnaíba
Postar um comentário