terça-feira, janeiro 16, 2018

Pescador é esfaqueado até a morte na beira mar em Luís Correia

Vítima de homicídio, Francisco de Assis Veras Pinto, o "Mano"
Uma rivalidade entre dois pescadores acabou na morte de Francisco de Assis Veras Pinto, 33 anos, mais conhecido “Mano”, a golpes de facão desferidos por um homem identificado como “Boba”. O homicídio ocorreu por volta das 12h30 desta terça-feira (16/01), no final da Rua da República, no local conhecido como Porto da Lama no bairro Triângulo no município de Luís Correia.

Os dois iniciaram a briga na rua e o crime foi concretizada a beira mar, onde encerra o rio Igaraçu. Segundo o pescador Raimundo Ferreira, suas filhas crianças foram comprar sucos em pó, quando flagraram a violência e começaram a gritar. Raimundo disse que viu “Boba” limpando as mãos sujas de sangue, enquanto “Mano” estava morto na lama e disse que ambos já tiveram uma briga no sábado (13/01) e hoje foi à retaliação. Segundo testemunhas, a vítima morava perto do local do crime e ainda chegou a correr para não ser morta.
Corpo de Francisco de Assis Veras Pinto, o "Mano" caído no Porto da Lama, em Luis Correia.
Uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur), comandada pelo tenente Olavo Sales, isolou o local do crime. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnico Científica, coordenada pela perita Marcela Sampaio, realizou a perícia. Segundo Marcela, há cortes nos braços e no pescoço da vítima; mas o corpo estava muito sujo de lama e autorizou logo a remoção. O facão usado no crime foi apreendido pela Polícia Militar e entregue a perita.  O carro tumba recolheu o corpo para ser realizada a necropsia no Posto Avançado do IML de Parnaíba.

De acordo com informações repassadas pelo tenente Mesquita, da Polícia Militar de Luís Correia, ainda não se sabe o real motivo das diversas discussões entre os envolvidos. “No sábado, o Francisco foi conduzido [para Central de Flagrantes de Parnaíba] porque ele estava ameaçando o Boba. Ou seja, no sábado o Boba foi a vítima. E ontem, o Boba tornou-se o acusado”, contou o tenente Mesquita. Moradores comentaram que algumas pessoas iriam atear fogo na casa de “Boba”.
Facão usada para matar Francisco de Assis Veras Pinto
Diligências foram feitas por policias da CIPTur que foram os primeiros a chegar ao local da ocorrência no sentido de tentar identificar e prender o autor do crime, que até o fechamento desta matéria ainda não havia sido preso.

Jornal da Parnaíba | Fotos: Daniel Santos
Postar um comentário