sexta-feira, janeiro 26, 2018

OPINIÃO: Você sabe o que vai ser?


Ou pergunta chata, pela qual já passei mas que abomino quem pergunta à minha filha: VOCÊ JÁ SABE O QUE VAI SER. Ensino-a a dizer: vou ser feliz. Infelizmente muitas vezes nossos filhos e filhas não tem coragem de darem tal resposta, pelo simples fato de serem direcionado para cursos que tem como único objetivo o engrandecimento das instituições de ensino, principalmente as privadas.

E nesse rol de cursos, podemos aqueles do interesse do sistema privado são: MEDICINA, DIREITO, ENGENHARIA...Essa exigência, vindo das escolas, de pais e mães chatas acabam sufocando estudantes com uma capacidade intelectual imensurável, cujo o futuro é ser um profissional infeliz que deixou de realizar os seus sonhos em detrimento dos sonhos ou realizações de uma outra pessoa. Falo por mim, não quero que minhas não-realizações sejam realizadas por minha filha. Quero sim, que ela seja feliz pela suas próprias escolhas.

Pais, mães, educadores toda profissão é digna de ser respeitada, todas elas estão entrelaçadas. Não podemos estereotipar profissões determinando quais são as melhores. Toda profissão escolhida é digna, e afirmo: nenhuma sociedade sobreviverá sem a interdependência de qualquer outra atividade. Gari, cozinheira, padeiro, manicura, pedreiro, padre, professor...todas tem sua importância. O que importa é amar aquilo que se faz.

O bom seria que todos se respeitassem e valorizassem a escolha de cada um. Talvez assim teríamos profissionais menos infelizes. Esses preconceitos profissionais devem ser combatidos!

Por Loudinha Santos

Fonte: Facebook
Postar um comentário