sábado, janeiro 20, 2018

Após a perda de mando de campo, Parnahyba faz campanha para evitar punições

Clube usa redes sociais para orientar torcedores sobre o que pode ser levado para o estádio; diretoria busca opções após ser comunicada de que o time não pode estrear em casa na Copa do Brasil


Parnahyba faz campanha para evitar punições (Foto: Reprodução/Facebook)

O golpe foi sentido. Depois de ser comunicado nesta semana que não poderia jogar o primeiro jogo da Copa do Brasil em casa, em cumprimento a uma punição de 2016, o Parnahyba divulgou em suas redes sociais neste sábado uma campanha para conscientizar os torcedores sobre o que pode e o que não pode ser levado aos estádios. A medida buscar evitar punições futuras caso situações como essa voltem a acontecer.

As orientações estão em uma imagem publicada nas redes sociais, acompanhada da legenda "Torcedor, fique atento para não prejudicar seu time! ". Objetos como bandeiras, balões, apitos e cornetas e guarda-chuvas estão liberados, mas outros artigos, como tambores e papel picados, tradicionais nos estádios, são vetados.

A medida não agradou a todos. "Futebol ta ficando chato, muita regra e pouca emoção!", comentou um torcedor. "Não existe mais aquela torcida que cantava, jogava papel picado e soltava fogos quando o time entrava, não existe mais a emoção do jogo que todos os time tremiam no piscinão, agora é só mais um jogo, vergonha isso aí", completou outro.

O clube se defendeu e respondeu aos comentários: "Não somos nós que fazemos as regras. São recomendações superiores e estamos repassando aos nossos torcedores para que tais ações não prejudiquem o clube no futuro".

O Parnahyba estreia no Campeonato Piauiense neste domingo, quando recebe o Flamengo-PI no estádio Verdinho. No dia 7 a equipe joga contra o Coritiba pela primeira fase da Copa do Brasil. 

O jogo deveria acontecer no mesmo local, mas uma punição por incidentes acontecidos em 2016, quando o Tubarão jogava contra a Portuguesa, levaram o clube a perder o mando de campo. 

A diretoria ainda estuda opções para definir onde acontecerá a partida.

Por Wenner Tito/Globo Esporte | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário