quinta-feira, dezembro 14, 2017

Operação ‘Bons Princípios’ fecha o cerco contra fraude em concurso

CGU, TCE-PI e MPPI apuram fraudes na realização de concurso público em Bom Princípio do Piauí na região norte do estado.
Auditores de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) participaram, nesta quinta-feira (14), da Operação Bons Princípios, que cumpriu 13 mandatos de busca e apreensão em Teresina e nas cidades de Bom Princípio do Piauí, Parnaíba e Luís Correia. Os mandatos de busca e apreensão objetivam colher documentos que comprovem fraudes em concurso público e outras despesas.

Executada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), da Polícia Civil, com apoio do TCE-PI, Controladoria Geral da União (CGU) e Ministério Público Estadual (MPPI), a operação objetiva desarticular um grupo criminoso suspeito de fraude no concurso público da prefeitura de Bom Princípio do Piauí, a 288 quilômetros ao norte de Teresina.
Prefeito de Bom Princípio do Piauí, Apolinário Costa
Os técnicos do TCE-PI fizeram a coleta de informações, que serão cruzadas com outros dados levantados pela Polícia Civil e outros órgãos participantes da operação, para verificar eventuais crimes e outras irregularidades no concurso e na realização de outras despesas da administração pública. O concurso foi realizado em janeiro deste ano, com 62 vagas no quadro efetivo, mais cadastro de reserva da Prefeitura Municipal de Bom Princípio.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência do prefeito e de vereadores de Bom Princípio, de empresários responsáveis pela organizadora do concurso e até de um capitão da Polícia Militar. As investigações apontaram que candidatos aprovados e posteriormente nomeados tinham ligação com o prefeito e vereadores da cidade, o que sugere o favorecimento no certame. A Polícia Civil também apura o uso de empresa de fachada para a realização do concurso.

Fonte: TCE-PI | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário