segunda-feira, dezembro 25, 2017

A volta do Balé de Parnaíba a todos encantou com o seu espetáculo “Glória”

Uma das atrações mais esperadas da série de apresentações exibidas na noite de sábado (23), na Praça da Graça, o novo Balé de Parnaíba fez bonito e não decepcionou o público que lotou a praça. Com o espetáculo denominado “Glória”, que faz referência ao surgimento dos principais elementos da natureza, como água, terra, fogo e ar, a belíssima performance dos bailarinos durante todas as cenas do show levou o público ao delírio, arrancando lágrimas, aplausos e sorrisos.

Criado em 2001 na gestão do então prefeito Zé Filho, a atração retorna aos palcos após 17 anos de sua desativação. O projeto cultural tem a coordenação de Suely Araripe e da coordenadora e coreógrafa, Márcia Riedel Alencar. Também integram a direção Cássio Araújo, Cristiano Cordeiro e Carmen Cacau, todos ex-integrantes da primeira versão do balé.
O retorno do Balé Municipal de Parnaíba foi possível mediante incentivo do prefeito Mão Santa, sendo que o elenco conta com talentosos artistas que entraram para a equipe após um criterioso teste de seleção. Uma das bailarinas da nova geração é a jovem Jennifher Kelly, que já se apresentou em vários espetáculos e grupos culturais, além de integrar a equipe da Quadrilha Balança Mais Não Cai. Ela também é modelo, detendo a faixa de Garota PHB 2015 e contou como foram os preparativos para o espetáculo de ontem: “Eu amo dançar, já fiz várias apresentações, fiz balé clássico e ao saber do teste seletivo para entrar para o Balé de Parnaíba, me preparei ainda mais, dei o meu melhor e consegui ser aprovada. A nossa maratona de treinos e ensaios foi muito puxada para podermos apresentar um grande espetáculo para o público”, disse a bailarina.

Assim como Jennifher, a coordenadora geral do Balé, Suely Araripe, uma das grandes entusiastas da concepção do Balé na época em que foi secretária de Educação e Cultura, ressaltou que a maratona de ensaios foi muito corrida e exaustiva, mas que valeu à pena todo o esforço. “Foi tudo muito corrido, mas extremamente emocionante. O Mão Santa e a Adalgisa que sempre foram fãs do balé, nos chamaram e disseram que queriam o balé de volta e se apresentando nesta noite de Natal. Agradecemos novamente pela oportunidade de podermos apresentar uma boa arte para a população”, disse Suely emocionada.
Sobre o balé
Criado com o objetivo de contar através da dança e do teatro a história de Parnaíba, seus contos, seus encantos e sua gente, o Balé de Parnaíba teve sua primeira versão entre o período de 2001 a 2004, na administração do ex-prefeito Zé Filho. No entanto, a gestão que o sucedeu não deu prosseguimento ao projeto, levando a sua lamentável extinção. Uma grande perda para a cultura da época e para as gerações futuras, uma vez que o balé representava um grande patrimônio imaterial e cultural para a cidade, resgatando nos palcos, histórias peculiares à região praiana de Parnaíba, como os feitos do índio Mandu Ladino; da primeira Padroeira da cidade - Nossa Senhora do Montserrat; a construção do Porto das Barcas e as riquezas naturais como: a carnaúba, o caranguejo-uçá e a ave guará.
A grandiosidade e qualidade do balé era tamanha que o grupo cruzou fronteiras e tornou-se conhecido internacionalmente, fazendo apresentações em vários festivais internacionais de dança, com participação em programas de TV, em rede nacional. A nova versão do Balé de Parnaíba conta com uma equipe maior, no total de 28 artistas, sob a coordenação de 7 bailarinos veteranos e, a julgar pela magnífica apresentação de estreia, voltará a deixar sua marca nos palcos de Parnaíba e Piauí à fora.

Jornal da Parnaíba
Postar um comentário