sexta-feira, novembro 03, 2017

Homem mantém tia em cárcere privado para ter relação sexual

O crime ocorreu no povoado Campestrão, em Bom Princípio do Piauí. O acusado foi conduzido para a Central de Flagrantes, em Parnaíba.
Marcelo Gomes da Silva, acusado de mante a tia em cárcere privado
Um homem identificado como Marcelo Gomes da Silva, de 29 anos, foi preso na noite da última quarta-feira (01/11) pelo Grupamento da Polícia Militar de Bom Princípio do Piauí, acusado de tentar manter relação sexual com a própria tia. O crime ocorreu na noite do dia anterior no povoado Campestrão, a cerca de 12 Km da zona urbana do município, região norte do Estado.

Após a prisão, o acusado teve que ser socorrido junto com a vítima para o pronto socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), pois segundo a Polícia Militar, mesmo algemado o homem pulou da viatura (caminhonete aberta) durante o percurso para Parnaíba. Ainda de acordo com a PM, Marcelo Gomes usou um facão para permanecer com a mulher durante três horas em cárcere privado.
Marcelo Gomes da Silva sendo conduzido para 
“De 21h até a meia noite ele usou essa arma branca para ameaçar a tia e um idoso que também estava no sítio. A conjunção carnal não chegou a acontecer, mas a vítima relata que foram momentos de desespero. Ele teria esfregado o órgão genital nela e pedido para que a mesma fizesse sexo oral nele. Além disso, o Marcelo mordeu, beijou e queria a todo instante realizar a conjunção carnal”, disse o comandante do GPM de Bom Princípio, tenente Muniz Leal.
Marcelo Gomes da Silva pulou da caminhonete da Polícia Militar na tentativa de fuga
Do hospital ele foi levado direto para a Central de Flagrantes de Parnaíba. A vítima, mesmo muito abalada, prestou depoimento e não quis comentar o caso. Já o acusado negou as acusações e durante o depoimento ao agente de Polícia Civil pediu para que não fosse autuado pelo crime de estupro e sim por violência doméstica. Ao término do procedimento, ele foi autuado por estupro e cárcere privado. Marcelo já tem passagem no sistema prisional por homicídio.

Assista na reportagem da rede Meio Norte:

Por Kairo Amaral e Yuri Gomes/Meio Norte | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário