quinta-feira, outubro 05, 2017

Tudo em vão?

Felipe Garcês, Parnahyba (Foto: Blog do Jonys)
Tudo em Vão?

Mais uma vez neste ano a torcida azulina do litoral se ver numa angústia e apreensão muito grande no coração. Tudo porque, mais uma vez, o Tubarão do litoral está envolvido num imbróglio junto à justiça desportiva, em virtude de escalações irregulares de atletas, visto que, no primeiro semestre, o Clube foi denunciado por ter escalado o atacante Fabiano de maneira indevida, com o acúmulo de três cartões amarelos no campeonato estadual 2017, contrariando o Regulamento da Competição e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva.  Só foi salvo de perder o título do primeiro turno porque a equipe denunciante, o E. C. Flamengo, não pagou a taxa do pedido de protesto junto ao TJD-PI.

Desta vez é a jovem promessa Felipe Garcês, nascido em 2000, que foi escalado de forma irregular para jogar por quatro vezes, contrariando o Art. 4º do Regulamento especifico da Copa Piauí Sub-21, que determina a inscrição de atletas somente nascidos em 1996 a 1999, podendo levar o nosso querido azulino a perder 12 (doze) pontos e, ao invés de disputar a final, amargar a lanterna da competição. Observa-se nitidamente que a diretoria não consegue agir em sintonia com as legislações desportivas e os regulamentos vigentes, visto que tornou-se comum o Parnahyba ser denunciado nos tribunais, sendo que a diretoria e seus prepostos são os responsáveis em inscrever irregularmente os atletas, isentando-se a Comissão Técnica, que tem o objetivo em treinar o time e buscar os resultados positivos, como de fato ocorreram nesta competição, com vitórias magníficas, com gols lindos, como foi o golaço do meia Alex Mineiro, contra o Piauí,  que sem exageros, poderia concorrer ao prêmio Puskas da FIFA.

Matéria relacionada:
Beto, técnico do Parnahyba
Será que agora na Copa Piauí-Sub/21, vai ser em vão todo o esforço do ex-goleiro e agora promissor técnico Beto? Também o empenho e dedicação do ex-capitão azulino e agora auxiliar técnico Luciano? E o abnegado preparador físico e técnico das categorias de base Jucelio Lira, que vem dedicando uma vida garimpando valores para o clube? Isso sem falar no sonho de toda garotada da equipe, em tornarem-se atletas profissionais de maneira efetiva. Além do mais, poderemos perder a vaga para o Copa São Paulo em 2019.

Portanto, agora é contarmos com a boa vontade dos procuradores do tribunal desportivo, pois de fato o Parnahyba garantiu o passaporte para a grande final, conquistando essa condição de finalista pela competência dos atletas e da comissão técnica. E de direito? Não sabemos, só o tribunal dirá, pois achamos muito difícil o River A. C. cometer o mesmo erro do E. C. Flamengo, no caso Fabiano.
                
De um sócio, do time campeão no centenário de 2013.

Jornal da Parnaíba
Postar um comentário